EPTC altera trânsito no entorno de casarão histórico no Centro de Porto Alegre

EPTC altera trânsito no entorno de casarão histórico no Centro de Porto Alegre

Com risco de desabamento da Casa Azul, cruzamento das ruas Riachuelo e Marechal Floriano está bloqueado

Mauren Xavier

Bloqueio no entorno da Casa Azul começou no fim de maio

publicidade

Desde que começou, no final de maio, o bloqueio no trânsito em torno da Casa Azul, localizada no cruzamento das ruas Riachuelo e Marechal Floriano, no Centro Histórico de Porto Alegre, tem provocado transtornos, especialmente aos moradores e comerciantes. Após solicitações à prefeitura, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) promoveu novas mudanças no trânsito na região, que entraram em vigor no próximo final de semana. Assim, motoristas devem ficar atento às novas alterações.

Entre as mudanças, a EPTC liberou a conversão à esquerda da rua Vigário José Inácio para a avenida Salgado Filho. Inclusive, houve a abertura do canteiro central e a inversão no sentido na rua Vigário José Inácio entre a Jerônimo Coelho e Riachuelo.

Já a Jerônimo Coelho passou a ter mão dupla entre a Vigário e a Marechal Floriano, garantindo o fluidez no trânsito. Por causa das mudanças, fica proibido o estacionamento de carros na Jerônimo Coelho. Agentes da EPTC vão seguir monitorando nos próximos dias o trânsito e auxiliando motoristas. 

O bloqueio foi necessário em função do risco de desabamento da chamada de Casa Azul. A ruína do prédio atualmente tem duas paredes de dois andares presas por cabos de aços e que ameaçam a cair, mas não é possível demolir a estrutura, por integrar o patrimônio histórico. A intervenção no entorno deve-se a uma determinação judicial. Desde então, diversos moradores e comerciantes têm reclamado da situação, além dos motoristas, que precisavam fazer amplos retornos para conseguir acessar alguns prédios e ruas.

Rua Jerômico Coelho tem trânsito nos dois sentidos entre a Vigário José Inácio e Marechal Floreano Peixoto - Foto: Guilherme Almeida

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895