Exame aponta contaminação pelo novo coronavírus em idoso morto no RJ

Exame aponta contaminação pelo novo coronavírus em idoso morto no RJ

Amostras do paciente passarão por uma contraprova

R7

Idoso foi internado em hospital de Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro

publicidade

O primeiro exame do idoso de 69 anos que morreu em um hospital de Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro, é positivo para o novo coronavírus, segundo informações da Record TV Rio. As amostras do paciente passarão por uma contraprova para entrar oficialmente nas estátisticas de mortos pela Covid-19.

A vítima deu entrada no Hospital de Icaraí na última sexta-feira e ficou internada por quatro dias, mas não resistiu a uma pneumonia. O histórico de interação com pessoas que testaram positivo para o novo coronavírus era um forte indício de contaminação.

>
 

O resultado do primeiro exame positivo do idoso para o novo coronavírus foi divulgado pela Fundação Municipal de Saúde de Niterói. Entretanto, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-RJ) só confirmará a morte pela Covid-19 após a contraprova, que deve sair hoje ou nesta sexta-feira.

A esposa do idoso também está internada no mesmo hospital particular de Niterói. A mulher, assim como o marido, teve contato com o filho, que testou positivo para o novo coronavírus após retornar de Nova Iorque, nos Estados Unidos. Oficialmente, a paciente, que é proprietária de uma creche e teve contato com crianças até a última sexta, ainda não é considerada um dos 63 casos confirmados da Covid-19 no RJ, sendo 55 na capital fluminense, seis em Niterói, um em Barra Mansa e um em Guapimirim.

Como prevenir o contágio do novo coronavírus 

De acordo com recomendações do Ministério da Saúde, há pelo menos cinco medidas que ajudam na prevenção do contágio do novo coronavírus:

• lavar as mãos com água e sabão ou então usar álcool gel.

• cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir.

• evitar aglomerações se estiver doente.

• manter os ambientes bem ventilados.

• não compartilhar objetos pessoais.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895