Justiça dá cinco dias para que empresas de ônibus da Capital detalhem ganhos com publicidade
capa

Justiça dá cinco dias para que empresas de ônibus da Capital detalhem ganhos com publicidade

Valor custeia plano de saúde de motoristas e cobradores do transporte

Por
Rádio Guaíba

Valor custeia plano de saúde de motoristas e cobradores do transporte

publicidade

A 1ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre acolheu um pedido liminar do Município para que as empresas de ônibus que vendem espaços de publicidade no transporte público apresentem informações sobre os valores arrecadados com a comercialização. Na decisão, anunciada nesta terça, o prazo concedido é de cinco dias para que a documentação seja apresentada.

O objetivo da ação, conforme a Prefeitura, é dar transparência ao sistema. Atualmente, a exploração publicitária é efetuada diretamente pelas empresas, com a destinação de parte dos valores para o custeio de plano de saúde dos motoristas e cobradores de ônibus.

Em 2019, o Município contratou a empresa Auge Contadores para auditar a bilhetagem eletrônica do transporte coletivo desde o início da implantação, em 2006. A realização de auditoria também busca dar mais transparência e credibilidade aos sistemas, dados técnicos, financeiros e valores monetários envolvendo o serviço de bilhetagem.