Março já supera o dobro de mortes pela Covid-19 do segundo pior mês da pandemia no RS

Março já supera o dobro de mortes pela Covid-19 do segundo pior mês da pandemia no RS

Com 22 dias, 4.305 óbitos relacionados ao coronavírus foram contabilizados pela SES

Correio do Povo

Estado vive superlotação em hospitais

publicidade

Com hospitais operando acima da capacidade há três semanas, o Rio Grande do Sul vive em março o período mais letal da pandemia da Covid-19. Em 22 dias, 4.305 óbitos foram identificados pela Secretaria Estadual da Saúde (SES). O número representa mais que o dobro do recorde anterior, que foi reportado em dezembro, com 2.090 vítimas fatais. 

Em comparação com outros momentos críticos de 2020, o atual período foge da curva com folga. De acordo com a SES, o Estado precisou de aproximadamente seis meses depois da primeira infecção para superar as 4 mil vítimas, no dia 12 de setembro. Neste mês, a marca foi atingida em três semanas. 

Além de superar o dobro de dezembro de 2020, março já tem mais mortes que janeiro, 1.751, e fevereiro, 1.911, somados. Nesses períodos, o governo do RS também identificou um crescimento em internações e infecções. 

Atualmente, o RS contabiliza 17.157 e 793.008 casos confirmados. Destes, 745.589 estão recuperados. O sistema hospitalar do RS opera com 106,6% de ocupação geral. Com perspectiva de baixar a faixa etária do público-alvo da vacinação nos próximos dias, o Estado atingiu nesta segunda a marca de 1 milhão de doses aplicadas – 15,4% do grupo prioritário já tomou, pelo menos, a primeira dose. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895