Megavazamento expõe 68 mil credenciais do governo, diz site

Megavazamento expõe 68 mil credenciais do governo, diz site

Banco de dados com 3,28 bilhões de senhas de governos do mundo todo teria atingido também servidores públicos brasileiros

R7

Vazamento ocorreu em vários países

publicidade

O governo federal teve mais de 68 mil credenciais expostas nos últimos meses após uma série de vazamentos que foram compilados e divulgados em fóruns de cibercriminosos. A informação é do site The Hack, que se baseou em análise da Shyunt, desenvolvedora de soluções de segurança da informação. 

De acordo com a agência, o vazamento pode ser considerado o maior da história da internet, com 3,28 bilhões de senhas, vinculadas a 2,18 bilhões de e-mails de representantes de governos, órgãos judiciários e empresas privadas de todo o mundo sendo expostas. Em nota, o governo Bolsonaro negou quaisquer falhas de segurança que comprometeram informações do Estado (veja a resposta completa abaixo). 

Este banco de informações roubadas teria sido publicado no dia 2 de fevereiro deste ano, no mesmo fórum onde foram divulgados os dados pessoais e os CPFs de 223 milhões de brasileiros um mês antes. 

Das 3,28 bilhões de senhas expostas, 1,5 milhão são de e-mails governamentais. O site ainda apontou que os Estados Unidos é o país mais afetado, com mais de 625 mil senhas de e-mails expostas. 

Com 9,78 milhões de senhas vazadas, o Brasil ocupa o quarto lugar na lista de senhas de governos mais vazadas, com 68,535 (0,70% de 9.78 milhões) senhas expostas. Outros países como o Reino Unido, Austrália, Brasil, Canadá, África do Sul, México e França também foram afetados.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895