MP denuncia ex-presidente da Vale e mais 15 por homícidio na tragédia de Brumadinho
capa

MP denuncia ex-presidente da Vale e mais 15 por homícidio na tragédia de Brumadinho

Denúncia foi apresentada na semana em que rompimento da barragem completa um ano

Por
R7

Denúncia foi apresentada na semana em que rompimento da barragem de Brumadinho completa um ano


publicidade

O ex-presidente da Vale, Fábio Schvartsman, outros dez funcionários da mineradora e cinco da empresa de consultoria alemã Tüv Süd vão responder por homicídio duplamente qualificado por cada uma das 270 mortes causadas pelo rompimento da barragem B1 em Brumadinho. A tragédia completa um ano no próximo sábado. 

A denúncia apresentada pelo Ministério Público de Minas Gerais a partir do inquérito da Polícia Civil nesta terça-feira, 21, cita que uma "relação promíscua" entre a mineradora Vale e a Tüv Süd escondeu a falta de segurança da estrutura. Segundo a investigação, "ficou demonstrada a existência de uma promíscua relação entre as duas corporações no sentido de esconder do Poder Público, sociedade, acionistas e investidores a inaceitável situação de segurança de várias barragens mantidas pela Vale".

Em trecho da denúncia apresentada nesta terça-feira, o MP afirma que a Vale, com apoio da empresa de consultoria alemã Tüv Süd, "operava uma caixa preta com o objetivo de manter uma falsa imagem de segurança da empresa de mineração."  As duas empresas e 16 pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público — 11 são ou eram funcionários da Vale (entre elas o ex-presidente Fábio Schvartsman) e outros cinco, da Tüv Süd. 

Confira quem são os denunciados

Vale

• Fábio Schvartsman - ex-diretor-presidente da Vale
• Silmar Magalhães Silva - diretor do Corredor Sudeste
• Lúcio Flávio Gallon Cavalli - diretor de planejamento e desenvolvimento de Ferrosos e Carvão
• Joaquim Pedro de Toledo - gerente-executivo de Governança em Geotecnia e Fechamento de Mina 
• Alexandre Campanha - gerente-executivo de Governança de Geotecnia Corporativa
• Renzo Albieri - gerente operacional de Geotecnia do Corredor Sudeste
• Marilene Lopes - gerente de Gestão de Estruturas Geotécnicas
• César Grandchamp - especialista técnico em Geotecnia do Corredor Sudeste
• Cristina Malheiros - engenheira sênior junto à Gerência de Geotecnia Operacional
• Washington Pirete - engenheiro especialista da Gerência Executiva de Governança em Geotecnia e Fechamento de Mina

Tüv Süd

• Chris-Peter Meier - Gerente geral da Tüv Süd na Alemanha
• Makoto Namba - coordenador de Projetos
• André Yassuda - consultor técnico
• Arsenio Negro Jr. - consultor técnico
• Marlísio Cecílio - especialista técnico

Crimes

As 16 pessoas são acusadas de homicídio duplamente qualificado por 270 vezes, o número de vítimas fatais da tragédia em Brumadinho. Segundo o MP, os crimes foram cometidos sem possibilidade de defesa das vítimas, já qu eo rompimento da barragem se deu de forma abrupta e violenta. Além disso, todos os 16 acusados também responderão pela prática de crimes contra a fauna, contra flora e crime de poluição. 


O MP encaminhou à Justiça pedido de prisão do gerente da Tüv Süd, Chris-Peter Meier, alegando que, apesar de sistematicamente procurado, não se dispôs a contribuir para as investigações e, ainda, que em razão de ter residência fixa em país diverso e distante do território nacional, há evidente risco de não aplicação da lei penal.