Número de mortos por Covid-19 passa de 494 mil no mundo
capa

Número de mortos por Covid-19 passa de 494 mil no mundo

Desde o início da epidemia, mais de 9.823.840 pessoas contraíram a doença em 196 países, ou territórios

Por
AFP

Desde o início, mais de 9 milhões pessoas contraíram a Covid-19 em 196 países ou territórios


publicidade

A pandemia do novo coronavírus deixou 494.337 mortos em todo mundo, desde que a China informou oficialmente o aparecimento da doença em dezembro passado - é o que aponta o balanço feito pelo AFP até este sábado, com base em fontes oficiais. Desde o início da epidemia, mais de 9.823.840 pessoas contraíram a doença em 196 países, ou territórios. Deste total, pelo menos 4.882.900 se recuperaram, segundo as autoridades.

Esse número de casos positivos diagnosticados reflete apenas uma parte do número total de infecções, devido às diferentes políticas adotadas por cada país para diagnosticar os casos. Em seu balanço, muitos consideram apenas as pessoas que precisaram de internação. Além disso, em muitos países pobres, a capacidade de detecção é limitada.

Nos Estados Unidos, o número de óbitos chega a 125.039. O país registrou 2.467.837 casos de contágio. As autoridades consideram que 670.809 pessoas ficaram curadas.

Depois dos EUA, os países mais afetados são Brasil, com 55.961 óbitos e 1.274.974 de casos; Reino Unido, com 43.414 mortes (309.360 casos); Itália, com 34.708 óbitos (239.961 casos); e França, com 29.778 óbitos (199.343 casos).

A China continental (sem contar Hong Kong e Macau) registrou oficialmente 83.438 pessoas infectadas (21 novos casos entre sexta e sábado, após uma pequena revisão do número total pelas autoridades). Deste total, 4.634 morreram, e 78.444 foram completamente curadas.

Até este sábado, desde o início da pandemia, a Europa acumula 195.655 mortes (2.622.813 infecções); Estados Unidos e Canadá, 133.592 (2.570.572); América Latina e Caribe, 108.222 (2.369.242); Ásia, 32.439 (1.183.410); Oriente Médio, 15.046 (708.759); África, 9.250 (359.944); e Oceania, 133 (9.109).


Esse balanço foi feito com base nos dados das autoridades nacionais compilados pelas redações da AFP ao redor do mundo e com informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).