Neblina em Porto Alegre gera 20 atrasos em voos no Salgado Filho

Neblina em Porto Alegre gera 20 atrasos em voos no Salgado Filho

Terminal tem equipamento antineblina, mas aparelho está desligado em razão das obras de ampliação na pista

Aristoteles Junior / Rádio Guaíba e Cláudio Isaías

Neblina no começo do dia causou transtornos no Aeroporto Salgado Filho

publicidade

A neblina, presente em Porto Alegre desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira, provocou mais um dia de transtornos no Aeroporto Internacional Salgado Filho. Com o terminal operando com condições abaixo dos parâmetros mínimos de visibilidade, ao menos 20 voos foram atrasados, segundo informações da Fraport. 

A maior parte deles são de aeronaves que sairiam da Capital, tendo como destino as cidades de Campinas, São Paulo, Guarulhos e Rio de Janeiro - tanto para o aeroporto do Galeão, quanto para Santos Dumont. Os desembarques que não aconteceram por causa da neblina são de voos que vinham das mesmas localidades em direção à Capital.

Até as 9h30min de hoje, dois voos foram cancelados. Um com destino para a cidade de Campinas, em São Paulo, que tinha previsão de sair às 9h30min e não teve horário remarcado, e outro com destino para Curitiba, no Paraná, que foi reprogramado para 17h. A enfermeira Cristina Medeiros disse que pretendia chegar antes do almoço com o marido e a irmã no Paraná. Eles tiveram que esperar até o final da tarde de hoje para embarcar.

Um outro voo chegou a constar como cancelado, da companhia Azul, que deveria ter partido às 9h30min em direção ao Aeroporto de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo. No entanto, ele foi recolocado no painel como atrasado. A companhia não divulgou, oficialmente, o que deve ser feito com os passageiros prejudicados em razão da neblina.

Os passageiros que deveriam ter embarcado para cidades como São Paulo, Campinas, Guarulhos e Rio de Janeiro permanecem aglomerados no saguão. 

Equipamento antineblina desligado 

O Salgado Filho tem um equipamento antineblina, que está desligado em razão das obras de ampliação na pista. Atualmente, apenas uma tecnologia antiga está em operação.

A reforma está totalmente parada desde abril, com a demora na remoção das famílias que vivem na Vila Nazaré. A Fraport, concessionária responsável pela operação do terminal, orienta que os passageiros que tiverem problemas em seus voos entrem em contato com as companhias aéreas para buscar uma solução.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895