Nova Fiat Strada é tema da live Insights, do Grupo Record RS

Nova Fiat Strada é tema da live Insights, do Grupo Record RS

Diretor de vendas da Fiat Chrysler Automobiles Brasil, Fábio Meira, abordou as expectativas da indústria automobilística para o 2021

Christian Bueller

publicidade

O diretor de vendas da Fiat Chrysler Automobiles Brasil, Fábio Meira, foi o convidado da live Insights, promovida pelo Grupo Record RS. Ele abordou as expectativas da indústria automobilística para o 2021, utilizando a nova geração da Fiat Strada como exemplo. Planejada para abril deste ano, teve lançamento postergado para junho, em virtude da pandemia da Covid-19. Mas, sem antes, ter sua campanha de vendas projetada com o pensamento “fora da caixa”, como diz Meira.

“Fomos buscar alternativas para lançar um carro que carrega uma super história da Strada, líder de mercado, reconhecido como um veículo robusto. Era uma responsabilidade grande substituir best-seller”, conta o diretor. O lançamento, inovador, ocorreu dia 26 de junho em uma live diretamente da cidade de Betim, Minas Gerais, para concessionários, clientes e o público em geral. “Foi um sucesso, mais de 8 mil visualizações simultâneas no YouTube e mais de 30 mil mensagens sobre o carro e 60 mil notas na imprensa. Um marco para a gente”, lembra Meira. Em 14 dias, 14 mil novas Fiat Strada foram vendidos, mil por dia em média. Segundo o diretor, superou em mais de três vezes o valor das vendas do modelo anterior. “Foi um impacto para nós, em um cenário totalmente adverso”, reflete.

Fábio Meira explanou como é possível reinventar uma lenda. “A Strada anterior tinha um viés muito forte na parte comercial, um carro para o trabalho. Nosso desafio era fazer funcionar também nas questões de lifestyle. Direcionamos para os dois públicos, work and play, mirando também para montanhistas e bikers, por exemplo”. A campanha publicitária associou a lenda da Strada a outra, igualmente reconhecida: Elvis Presley. O novo lançamento foi o mais vendido dentre todos os comercializados no país em 2020, não somente as picapes. “Conseguimos romper paradigmas, lançamos um carro de forma digital d desenvolver formas de vendas que não havíamos fortalecido ainda. Superou todas as expectativas”, ressalta o diretor.

O arrojo da empresa de buscar essas alternativas é que deu respaldo para esta conquista, segundo Meira. O Market Share (fatia de mercado) da Fiat subiu de 13% para 15%. “Temos uma carteira de Stradas que não conseguiremos atender esse ano, o que traz um alento para 2021. Não conseguimos dar conta da produção. O mercado está aquecido”, comemora Meira. A projeção é de 1,8 milhão de unidades produzidas para 2020 e 2,3 milhões de carros para o próximo ano. “No ano que vem, todas as fábricas operarão em três turnos. Estamos em uma euforia contida por tudo o que aconteceu, mas é um momento positivo. Um amanhã mais seletivo, mas em volumes bem mais rentáveis”, acredita o diretor.

Ao contrário de outras empresas, a Fiat não demitiu um funcionário sequer, garante Meira. “Vamos, sim, ter que contratar. Estamos preparados para enfrentar possíveis novas ondas da Covid-19 e planejamos três grandes lançamentos para 2021: um SUV da Fiat, mais uma picape e um SUV de sete lugares para a marca Jeep”, adianta. O diretor ainda citou, durante a live, a remodelação nas estruturas das concessionárias, como a marca da Fiat, reforçando a italianidade do país de origem da empresa.

Com foco em temas sobre inovação e tecnologia, a live Insights teve mediação do diretor comercial do Correio do Povo, João Müller, com participações do diretor-presidente do Correio do Povo, Sidney Costa, e o presidente do Grupo Record RS, Carlos Alves, que parabenizaram o trabalho desenvolvido pela Fiat. “Fico feliz em ouvir essas iniciativas tão inovadoras, pensando no consumidor e com projetos audaciosos pela frente”, elogiou Alves.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895