Obra da Trincheira da Ceará terá bloqueio parcial no trânsito neste sábado
capa

Obra da Trincheira da Ceará terá bloqueio parcial no trânsito neste sábado

Obstrução de faixa no sentido Interior-Capital está prevista para até meio dia

Por
Correio do Povo

Trincheira tem 300 metros de extensão, largura aproximada de 9,50 metros e contém três faixas viárias

publicidade

Em fase conclusiva, a obra da Trincheira da Ceará, na entrada de Porto Alegre, deve provocar o bloqueio parcial de uma das faixas a partir da madrugada deste sábado. Conforme a Prefeitura, a avenida Zaida Jarros terá bloqueio em uma faixa, no sentido Interior-Capital, para que a empresa finalize os trabalhos de pavimentação em concreto e asfalto. A liberação total do trânsito está prevista para o meio dia de sábado. A orientação para os motoristas que chegarem a Capital pela BR 116, neste periodo, é a utilização das avenidas Castelo Branco e Assis Brasil. Ainda segundo a Prefeitura municipal, a obra está em fase final com 98,5% de execução.

Segundo o secretário municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim), Marcelo Gazen, sendo finalizada essa etapa, que depende apenas de condições climáticas favoráveis no sábado, serão iniciadas a sinalização e iluminação na área interna e a pintura nas paredes. “Ainda restam serviços finais e a montagem de equipamentos na Casa de Bombas, que não terá mais operação manual, como previa o projeto inicial, e agora será completamente automatizada. A finalização desse processo está sendo minuciosamente avaliada pelos técnicos do Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae)”, informa.
 
Em um segundo momento, serão instaladas telas nas paredes da trincheira, para protegerem contra vandalismo e deposição de materiais que possam entupir a canalização de drenagem. “Este é um detalhe pensado também para melhorar a estética e o acabamento de obra. Como depende de fabricação e de itens específicos para o local, será executado posteriormente”, explica Gazen. 

Com valor inicial projetado de R$ 29,5 milhões, a obra atualmente tem investimento de R$ 39,37 milhões. Os pagamentos de antigas pendências com o consórcio executor foram sanados. “Recebemos a obra tecnicamente com problema e financeiramente quebrada. No momento, estamos em dia e com ritmo normal de medição e pagamento. Já está tramitando na prefeitura o aditivo de finalização de obra”, explica o secretário municipal adjunto de Planejamento e Gestão, Daniel Rigon. A obra foi retomada em março de 2018. A trincheira tem 300 metros de extensão, largura aproximada de 9,50 metros e contém três faixas viárias.