Obra do Centro de Especialidades Médicas de Portão segue parada
capa

Obra do Centro de Especialidades Médicas de Portão segue parada

Orçamento foi fechado em 916 mil reais e teve início em 2015

Por
Stephany Sander

Orçamento foi fechado em 916 mil reais e teve início em 2015

publicidade

Planejado para centralizar atendimentos de saúde de áreas como psiquiatria, nutrição, cardiologia, neuropediatra, além de realizar exames como eco e tomografias, o Centro de Especialidades Médicas da cidade de Portão, no Vale do Rio Caí, nunca saiu do papel. A obra, orçada em R$ 916 mil, teve início em 2015 na Rua Carlos Scherer no bairro Portão Novo, mas atualmente está parada.

O processo que envolve a continuação dos trabalhos tramita na Justiça e segundo a Secretaria Municipal de Obras, a empresa responsável desistiu do serviço após ter a negativa de um aditivo contratual para a execução dos trabalhos previsto para ser finalizado em 12 meses. Além de não ter o espaço funcionando, moradores reclamam da insegurança que a suspensão da construção gerou no bairro. “É comum vir gente dormir dentro da obra. O espaço virou dormitório para moradores de rua e também local para drogadição.

Algumas pessoas deixam seus cavalos passarem a noite lá também. Está tudo abandonado e nós nos sentimos assim também”, afirma uma moradora que prefere não se identificar. Além da sujeira na parte interna do prédio, é possível observar que algumas estruturas, como peças do encanamento, foram furtadas. Preocupado com a situação, e visando agilizar a continuidade da obra, o vereador Diego Martins criou uma comissão especial com o objetivo de acompanhar a questão e ainda fiscalizar outros contratos que envolvem obras na cidade de Portão.

“Queremos que ao menos parte do que já foi construído seja mantido pois isso é dinheiro público sendo desperdiçado”, destaca ele. Conforme a Secretaria Municipal de Obras está sendo viabilizada a possibilidade de abertura de uma nova licitação.