Orla da Vila Assunção é liberada para uso na zona Sul de Porto Alegre

Orla da Vila Assunção é liberada para uso na zona Sul de Porto Alegre

Revitalização do local teve um investimento de R$ 415 mil termo de conversão de área pública, firmado entre a prefeitura e uma construtora

Cláudio Isaías

Prefeito Sebastião Melo e secretários percorreram o local para conhecer a nova infraestrutura

publicidade

Com um investimento de R$ 415 mil, a orla da Vila Assunção, na zona Sul de Porto Alegre, está liberada para uso pelos frequentadores da área de lazer. Foram revitalizados um trecho de 460 metros pela empresa R. Corrêa Engenharia. A obra faz parte do termo de conversão de área pública, firmado entre a prefeitura e a construtora.

Na manhã desta quinta-feira, o prefeito Sebastião Melo, o vice Ricardo Gomes, o secretários e moradores do bairro percorreram o local para verificar o espaço que está com uma nova infraestrutura. No local, onde durante anos funcionou o bar Timbuka.

A revitalização é uma compensação por um empreendimento na avenida Otto Niemeyer, também na zona Sul da Capital. "O resultado traduz o espírito que estamos colocando na cidade: parceria e união de esforços entre governo, iniciativa privada e cidadãos. Agora temos que estabelecer um pacto de governança para que os usuários conservem o investimento feito para a área ser usada com conforto e segurança” ressaltou o prefeito.

O secretário de Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade, Germano Bremm, que acompanhou a fiscalização, disse que as intervenções foram feitas em um trecho de aproximadamente 460 metros - de um total 2.362 metros quadrados de área. O investimento inclui instalação de equipamentos como arquibancadas, três novas escadas, duas rampas de acessibilidade, 458 metros quadrados de piso podotátil, novo guarda-corpo, recuperação da alvenaria de granito, colocação de grama e de piso em concreto nos passeios.

Os frequentadores terão equipamentos para ginástica (barras de alongamento, paralelas e horizontal e prancha de abdominais), 30 bancos e oito lixeiras. Segundo Bremm, a entrega significa oferecer mais um espaço de lazer qualificado à população. “Revitalizar as áreas verdes é também permitir que as pessoas tenham mais qualidade de vida e usufruam de espaços únicos da nossa cidade, a exemplo da orla”, acrescentou.

A revitalização na orla da Vila Assunção, no valor de R$ 415 mil, integra um total de R$ 828 mil definidos no termo, que define ainda obras da sala de raio x do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas (já entregues), reforma geral e ampliação do prédio da futura sede do Conselho Tutelar da Microrregião 2, no bairro Sarandi (em andamento), e melhorias na praça João Bergmann. A obra teve início em janeiro de 2020 e tinha previsão de término em abril do mesmo ano. Entre os meses de março e junho, as intervenções não avançaram por conta da pandemia.

A recuperação e a manutenção das bilheterias do Atracadouro Nico Fagundes, no Trecho 1 da Orla Moacyr Scliar, foram abordadas durante reunião coordenada pela secretária municipal de Parcerias, Ana Pellini. No encontro, que reuniu os permissionários do espaço, técnicos da prefeitura e representantes da concessionária responsável pela obra da Orla do Guaíba, foram discutidas possíveis soluções para resolver problemas do atracadouro, que ficou fechado por oito meses durante a pandemia de Covid-19.

“O passeio de barco é um valor que temos em Porto Alegre, e queremos que a porta de entrada para as pessoas adquirirem o seu bilhete seja confortável e segura”, ressaltou. A secretária explicou que a prefeitura busca, através da parceria com os permissionários, tornar o espaço mais agradável para a população.

Após a reunião, os técnicos e os permissionários fizeram uma visita ao local para mapear os problemas de infraestrutura existentes. Participaram do encontro representantes das secretarias de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Obras e Infraestrutura, Planejamento e Assuntos Estratégicos, e das embarcações Noiva do Caí II, Porto Alegre 10, Bar Co, Barco Cisne Branco, Cat Sul e da Procon Construções, líder do consórcio executor da obra do Trecho 1 da Orla do Guaíba.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895