Público aumenta nos supermercados de Porto Alegre

Público aumenta nos supermercados de Porto Alegre

Longas filas foram registradas na zona Norte da cidade

Taís Teixeira

Público aumenta nos supermercados de Porto Alegre

publicidade

Neste sábado, a ida ao supermercado teve um incremento de pessoas e chegou a formar longas filas, como no Maxxi Atacado, na Zona Norte. A aposentada Vilma Moacir disse que é cliente do local e considerou o movimento acima da média. No entanto, não foi a validação do novo decreto,  o qual especifica multas e restringe venda de produtos não essenciais, que a levou às compras. “ Vim fazer o rancho do mês”, explica. 

A oficial escrevente Daniela da Silva Costa também compareceu ao local pela mesma razão,  não motivada pelo decreto, e atribui ao aumento da procura à limitação da entrada de pessoas.“ Concordo com essa medida , pois sempre tem muita gente”, comenta.

O gerente da unidade do Asun da República, no bairro Cidade Baixa, Dilson Martinez Laguna, conta que o fluxo de pessoas subiu em torno de 10% há cerca de uma semana. Entre os produtos mais procurados pelo público, destaca itens básicos, como arroz, feijão, massa e bebidas alcoólicas. “ Nossos registros indicam um crescimento na casa dos 10% na compra de bebidas alcoólicas nos últimos dias, em especial, da cerveja”, pontua.

A funcionária da  Fundação de Atendimento Sócio-Educativo do Rio Grande do Sul (FASE-RS), Vani Alves e Souza, disse que a “cervejinha” do marido não pode faltar. Além disso, ela programa as compras mais volumosas de alimentos básicos em períodos mais espaçados, mas mesmo assim vai ao supermercado todo dia . “Compro as frutas, verduras e leguminosas frescas”, pontua. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895