Poeta Fabrício Carpinejar presenteia profissionais de saúde de Porto Alegre
capa

Poeta Fabrício Carpinejar presenteia profissionais de saúde de Porto Alegre

Escritor doou 40 bonecos aos filhos dos profissionais da UTI do Hospital Nossa Senhora da Conceição

Por
Felipe Samuel

Carpinejar explicou que os bonecos são exemplo simbólico de gratidão para homenagear a rede hospitalar


publicidade

Profissionais da saúde que atuam na linha de frente do combate ao novo coronavírus no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Porto Alegre receberam nesta terça-feira um presente inusitado: bonecos de pano vestidos com jaleco e estetoscópio.

A iniciativa é do poeta e escritor Fabrício Carpinejar, que se sensibilizou com o esforço e a dedicação dos trabalhadores e decidiu doar 40 bonecos aos filhos dos profissionais da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19 do hospital.

Carpinejar explicou que os bonecos - confeccionados pela paranaense Juliana Vermelho Martins - são exemplo simbólico de gratidão para homenagear a rede hospitalar do país. Ele afirma que a ideia é mostrar que médicos também têm filhos e muitas vezes sofrem com o distanciamento necessário dos pais em função da pandemia. 

Foto: Giulia Mello / GHC / CP

Ao escolher o Conceição, Carpinejar reforçou que sempre gostou do hospital e que o gesto é uma forma de reconectar a família desses profissionais através da "singeleza poética". "É uma forma de recuperar orgulho da atividade, sempre tão maltratada por insalubridade, por não ter tempo, por urgências, por plantões excessivos", completaou.

Recentemente, o autor lançou o livro "Colo, por favor!", onde faz reflexões sobre o impacto do isolamento social. Carpinejar afirmou que 10% das vendas dos livros serão destinados ao Hospital das Clínicas, de São Paulo, para ajudar no combate à Covid-19.


Os primeiros a receber os bonecos foram o coordenador da UTI, Luiz Gustavo Marim, o diretor-presidente, Cláudio Oliveira, gerente de Internação HNSC, Rafael Ribeiro, e o médicos intensivistas Daniel Vetromile Lemos e  Daniele Moraes Simas.