Porto Alegre entra na moda dos "grupos de WhatsApp dos ônibus"
capa

Porto Alegre entra na moda dos "grupos de WhatsApp dos ônibus"

Ideia começou a ser replicada após postagem de um carioca

Por
Eduardo Amaral

Grupos foram criados para troca de informações sobre trajeto e ocupação dos ônibus

publicidade

Uma sequência de tweets criou uma moda em Porto Alegre: a criação de grupos de usuários de ônibus no WhatsApp. O uso do aplicativo de mensagens para comunicar a localização dos coletivos nasceu após o carioca Felipe Fagundes contar em sua conta no Twitter como essa medida estava sendo adotada no Rio de Janeiro. 

A postagem de Fagundes, feita na última quarta-feira, rapidamente viralizou em diversas redes sociais, entre elas a página do Facebook POA Memes. Foi ali que uma das integrantes sugeriu que a ideia fosse replicada na capital gaúcha. Na quinta-feira, um dia após a postagem do carioca, começaram a surgir inúmeros grupos de passageiros, atendendo as mais diversas linhas. A reportagem do Correio do Povo identificou no mínimo 10 grupos. 

Com a comunicação direta, os passageiros já relatam ter evitado atrasos e pensam em adicionar os motoristas e cobradores das linhas, o problema é que alguns estão lotados. Entre as regras básicas do grupo está não “ficar de bate-papo”, a proposta é falar exclusivamente de assuntos ligados ao trajeto percorrido pelos coletivos.

Estudante de engenharia elétrica, Joana Campos é uma das pessoas que integra essa rede de comunicação criada pelo aplicativo de mensagens. De acordo com ela, a proposta surgiu como uma brincadeira que foi levada a sério. “Começou como uma zoeira, pessoal falando em criar os grupos para avisar se o ônibus já passou, e aí começaram a fazer.”

Joana participa de um dos mais ativos dos grupos criados até agora, ali são compartilhadas informações de duas linhas de ônibus que atendem a Pucrs e Campus do Vale da Ufrgs. Segundo a avaliação da estudante, mesmo com pouco tempo de funcionamento, o uso do WhatsApp tem sido de grande valia. “Está sendo bem legal, estão compartilhando a localização, dizendo se ele está no sentido bairro ou centro. Achei bem interessante, especialmente para sair do Vale.” Com o WhatsApp, Joana deixou de lado o aplicativo que utilizava para saber os horários de ônibus. “Ele não está atualizado e não carrega os horários certos.”