Porto Alegre inicia nesta quinta aplicação de 2ª dose da Coronavac em pessoas a partir de 60 anos

Porto Alegre inicia nesta quinta aplicação de 2ª dose da Coronavac em pessoas a partir de 60 anos

Prefeitura irá ampliar os locais de vacinação para acelerar retomada da aplicação da D2

Gabriel Guedes

Prefeitura irá ampliar os locais de vacinação para acelerar retomada da aplicação da D2

publicidade

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) manteve nesta quarta-feira, pelo terceiro dia seguido, a faixa etária para segunda dose da vacina Coronavac em 65 anos ou mais. As pessoas puderam receber as doses em 14 pontos de vacinação da cidade. Mas com a baixa procura e a chegada de mais de 37 mil doses da Coronavac, o secretário de Saúde, Mauro Sparta anunciou que quinta inicia em Porto Alegre a aplicação da segunda dose para pessoas com 60 anos ou mais.

Sparta disse que para acelerar a retomada da aplicação da segunda dose, será ampliado os locais de vacinação. “Vamos fazer a vacinação com grupo de 60 anos ou mais nesta sexta e sábado, vamos abrir três drives-thrus e 12 unidades de saúde, para vacinarmos cerca de 15 mil pessoas”, prevê. Segundo o secretário, só não foi possível fazer antes, porque não haveria doses suficientes. “Por isso estendemos por mais tempo a aplicação para 65 anos ou mais”, defende.

Veja Também

Nesta quarta-feira, o movimento foi fraco na maioria dos locais onde a segunda dose da Coronavac esteve disponível, como na tenda do estacionamento externo do Shopping Bourbon Country, no drive-thru da PUCRS e em 12 unidades de saúde. Quem chegava aos locais, era vacinado praticamente na hora na manhã de hoje. Mas em alguns locais, houve falta momentânea de doses.

“Me vacinei no Camaquã (unidade de saúde) e foi rápido depois que as doses chegaram. Tive que aguardar um pouco porque não tinha quando cheguei”, relata o aposentado Adão Antunes, 80 anos. A secretaria informa que houve alguns locais com maior demanda, o que acarretou em remanejamento de doses.

Seu Adão, que não tem 65 anos, conta que recebeu a primeira dose em casa, mas que houve um desencontro com a equipe de vacinação, num dia em que ele precisou sair de casa para ir buscar um medicamento distribuído pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “O pessoal veio aqui aplicar a dose e não voltaram mais. Não vieram a data que foi prevista. Aí vieram em outra data e eu não estava em casa. Tinha ido buscar um remédio na farmácia do Estado”, relata.  

Além da segunda dose da Coronavac, a segunda dose da AstraZeneca também esteve disponível para pessoas que iniciaram o esquema há mais de 12 semanas em 35 locais de Porto Alegre. Para receber a segunda dose das vacinas é necessário apresentar documento de identidade com CPF e cartão de vacinação recebido no ato da primeira dose.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895