Prazo para entrega de documentos dos municípios em emergência termina nesta segunda

Prazo para entrega de documentos dos municípios em emergência termina nesta segunda

As cidades que não entregarem perderão a verba do governo federal

Ananda Müller / Rádio Guaíba

publicidade

Os 135 municípios gaúchos que decretaram situação de emergência em virtude das chuvas no Rio Grande do Sul tem até o fim da tarde desta segunda-feira para encaminharem a documentação referente ao balanço dos estragos causados pelo mau tempo nas últimas semanas. O Plano Detalhado de Respostas do Estado, construído com as informações encaminhadas pelas cidades, vai ser enviado à Defesa Civil Nacional e embasar a liberação de verbas por parte do governo federal para a reconstrução das cidades afetadas pelas chuvas. O prazo para que o Estado repasse esses dados termina no próximo dia 20, mas a intenção é elaborar esse documento a partir desta terça-feira e agilizar a liberação da verba.

A Defesa Civil ainda não emitiu um balanço parcial sobre quantas cidades repassaram os dados necessários, mas relembrou que esse prazo termina nesta segunda-feira, sob pena de as cidades que não enviarem o relatório perderem o direito à verba, que está sendo estimada em R$ 19 milhões. A garantia, por parte da presidente Dilma Rousseff e do governo Tarso Genro, é de R$ 25 a R$ 30 milhões, em caso de necessidade.

De acordo com o último balanço divulgado pela Defesa Civil, 7.881 pessoas ainda não puderam voltar para casa no Estado. Desse total, 6.778 são moradores da Fronteira Oeste, única região que ainda enfrenta, também, desabastecimento de energia elétrica em pontos isolados. Os cortes são preventivos, devido à elevação das águas do rio Uruguai, que ainda está 8,74 metros acima do nível normal. A Defesa Civil da Fronteira Oeste estima que ainda sejam necessários mais três ou quatro dias para a normalização desse índice.

As chuvas também deixaram pelo menos três mortes confirmadas: José Lindomar da Silva, de 40 anos, foi encontrado morto em Jacutinga, no Norte do Estado. Já em Arroio do Tigre, no Vale do Rio Pardo, Eracildo Luiz Assmann, de 56 anos, foi localizado no Arroio Caixão, local onde também desapareceu a companheira de Assmann, Paula Thon, de 23 anos. As buscas à jovem, realizadas por mergulhadores do Corpo de Bombeiros, foram suspensas na semana passada. Além disso, no sábado, foi identificada a terceira vítima das chuvas: Vilceu Rangel Brasil, de 53 anos, foi localizado no Rio Capivari, em Barra do Ribeiro.

Bookmark and Share

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895