Prefeitura interdita 14 estabelecimentos que descumpriam decretos em Porto Alegre

Prefeitura interdita 14 estabelecimentos que descumpriam decretos em Porto Alegre

Lojas de vestuário, móveis, bazares e bares autuados devem seguir fechados pelo período de duração das determinações

Camila Diesel / Rádio Guaíba

Proprietários de estabelecimentos interditados ainda vão responder a processo administrativo

publicidade

Em ação de fiscalização, a Prefeitura interditou, nesta terça-feira, 14 estabelecimentos comerciais que descumpriam decretos assinados pelo prefeito Nelson Marchezan Jr. na semana passada. Desde a manhã desta terça-feira, autônomos, microempreendedores e microempresas foram autorizados a retornarem as atividades, ficando vedado o comércio de rua que não se enquadre nessas categorias e os estabelecimentos não essenciais em shoppings centers. A estimativa é de que cerca de 150 mil pessoas tenham voltado a circular pela cidade.

Dos 90 locais vistoriados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, 12 foram interditados por falta de documentação comprovando que fazem parte da categoria autorizada para funcionamento. As interdições atingiram, por exemplo, lojas de vestuário, móveis e bazares. Também foram fechadas duas lancherias que atendiam clientes no interior do estabelecimento, o que um decreto anterior já havia proibido. Os estabelecimentos devem seguir fechados pelo período de duração das determinações.

As ações vão se estender, inclusive durante o fim de semana, pela manhã e à tarde. Os proprietários de estabelecimentos interditados ainda vão responder a processo administrativo. O valor médio da multa emitida é de cerca de R$ 1,2 mil.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895