Presidente das empresas InBetta é premiado como Executivo de Finanças do Ano

Presidente das empresas InBetta é premiado como Executivo de Finanças do Ano

Premiação ocorreu nesta sexta-feira em Porto Alegre

Felipe Samuel

publicidade

A atuação de executivos que se destacaram durante o ano foi reconhecida nesta sexta-feira, em Porto Alegre, durante a entrega do Troféu Equilibrista. Durante a 35ª edição da premiação, que é promovida pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (IBEF-RS), o diretor presidente das Empresas InBetta, Eduardo Bettanin, recebeu a distinção como Executivo de Finanças do Ano. Outros três executivos foram escolhidos como destaques do ano: Andréa Taneda Pereira, vice-presidente da Oleoplan; Fábio Bernal Rossetto, diretor executivo Financeiro do CCG Saúde, e Maurício Schneider Pereira, diretor Financeiro e Operacional da SoluBio. 

Ao ganhar o troféu, Bettanin destacou as dificuldades enfrentadas no dia a dia e o trabalho dos colaboradores da corporação, que reúne empresas que atuam em segmentos diferentes: higiene e beleza, organização, conservação, limpeza, acabamento e pintura de superfícies, linha profissional. "Estamos em um ambiente em que a ventania é regra não exceção. Sempre sendo demandados por coisas fantásticas que recaem sobre a gente de modo inesperado", afirmou. Formado em administração de empresas, Bettanin ressaltou que o prêmio é um reconhecimento à criatividade e aos colaboradores da empresa. "Temos uma cultura empresarial onde existe espaço e liberdade para as pessoas levarem adiante suas próprias ideias", salientou.

Na avaliação do executivo é preciso enfrentar a pressão do dia a dia com criatividade e bom humor. Em um ambiente competitivo e disputado, Bettanin elogiou o trabalho dos executivos brasileiros. "Temos todas as qualidades. Cada vez mais executivos e executivas assumem grandes cargos em empresas multinacionais de grande projeção. Isso é uma realidade", frisou. "Nossa vida é feita com crises. E é delas que a gente tem que aprender a conviver e buscar condições para poder sobreviver. E mais do que isso prosperar", completou.

E brincou com o troféu, que simboliza o perfil de um verdadeiro executivo com os braços estendidos, com as mãos abertas, em forma do ideograma chinês que significa amigo. "Traduz de maneira muito real o que de fato somos os executivos, pois estamos sempre nessa constante busca pelo equilíbrio", afirmou. Com 23 anos de carreira, Andréa agradeceu o reconhecimento pelo seu trabalho à frente da empresa de energia renovável e afirmou que o 'sucesso não vem sozinho'. "O trabalho em conjunto faz a gente superar quaisquer desafios", observou.

O economista Rosseto destacou o apoio dos gestores do CCG Saúde e dos mais de 1,5 mil colaboradores. "Sou movido por sonhos meus, acredito neles, nunca busquei cargo, patente, a conquista pela conquista, mas aprendizado e evolução. Hoje para mim é como se estivesse na direção correta, com muito aprendizado e evolução pela frente", afirmou. O presidente do IBEF-RS, Giancarlo Chiapinotto, lembrou da importância da retomada do evento - cuja edição do ano passado foi cancelada por conta da pandemia da Covid-19 - e destacou as dificuldades enfrentadas pelas empresas. "Foi um ano complicado, difícil, mas tivemos empresas e pessoas que se destacaram", afirmou.


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895