Reinaldo Gilli assumirá vice-presidência regional metropolitana da Agert

Reinaldo Gilli assumirá vice-presidência regional metropolitana da Agert

Presidente do Grupo Record afirmou desejo de contribuir para o fortalecimento da associação e da radiodifusão

Correio do Povo

Reinaldo Gilli (à direita) assumiu a vice-presidência regional metropolitana da Agert

publicidade

A Assembleia Geral Ordinária da Associação Gaúcha de Emissoras de Rádio e Televisão (Agert), realizada nesta quinta, no encerramento do 25° Congresso Gaúcho de Rádio e Televisão, no Hotel Vestena, em Canela, elegeu a chapa única para a diretoria da entidade no biênio 2019-2021. Foi reconduzido como presidente Roberto Cervo, mais conhecido pelo apelido de Melão, e eleitos 19 vice-presidentes e 17 diretores. O presidente do Grupo Record, Reinaldo Gilli, assumirá a vice-presidência Regional Metropolitana.

Já o vice-presidente da Rede Pampa de Comunicação, Paulo Sérgio Pinto, atuará como presidente do Conselho Consultivo da entidade. "Assumirei a função com o objetivo de contribuir com meus conhecimentos adquiridos ao longo de 25 anos de atuação, além de lutar pelo fortalecimento da associação e da radiodifusão", assinalou Gilli.

Leia a Carta de Canela

Melão, que foi reeleito, vai para o quarto mandato à frente da Agert. Ao término do pleito, ele destacou a credibilidade dos veículos de comunicação associados à entidade e o trabalho desenvolvido pelas emissoras em favor das comunidades onde atuam. Igualmente evidenciou o Relatório Social da Agert que, em 2018, distribuiu mais de R$ 180 milhões em mídia gratuita.

Na nova gestão, estará empenhado para assegurar que as emissoras de rádio migrem do AM para o FM, além de trabalhar para que consigam incrementar o faturamento. Melão ainda deseja que a Agert siga realizando seminários eleitorais em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS) em pelo menos cinco municípios gaúchos. Lembrou que a gestão 2019/2021 terá algumas alterações na diretoria, como na vice-presidência de Técnica e Normas, cargo até então ocupado por Carlos Piccoli, do Grupo RSCOM, e que, agora, será ocupado por Alessandro Bonamigo Hech. Já Edison Lopes de Bem, da Rádio Sideral, deixa de ser diretor-administrativo e assume como diretor de Capacitação. Seu antigo cargo passa a ser ocupado por Carlos Piccoli. Outra mudança é que Caique Agustini não é mais diretor social, função que será exercida por Carlos Henrique Agostini. Ao término da eleição e da prestação de contas, houve a leitura da Carta de Canela. Por meio do manifesto, os radiodifusores gaúchos reiteram seu compromisso com a defesa intransigente da liberdade de expressão e do direito à informação como esteio da democracia e como direito inalienável do público.

"As emissoras de rádio e televisão comercial, por seus sócios, diretores e colaboradores, reafirmam o compromisso com a informação certificada, exercida com responsabilidade e credibilidade, produzindo jornalismo de qualidade em respeito ao público e ao Estado Democrático de Direito, trabalhando incansavelmente na defesa da liberdade de imprensa, no fortalecimento do setor, e no combate a desinformação", diz a Carta. Igualmente reafirmaram o compromisso na defesa do jornalismo, na busca incansável, inegociável e obsessiva da verdade, além de estimular ações de responsabilidade social com doação de mídia e capacidade de mobilização das comunidades em que se inserem, potencializando campanhas de cunho social, como saúde, educação, combate à violência, dentre outros temas fundamentais. "A Agert estará sempre atenta, trabalhando ao lado das demais entidades representativas do setor, e atuando junto aos órgãos públicos responsáveis pela outorga, fiscalização, repressão e jurisdição competentes para assegurar normalidade, paz e verdadeira democracia à comunicação".


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895