Retomada faixa exclusiva da rodoviária de Porto Alegre
capa

Retomada faixa exclusiva da rodoviária de Porto Alegre

Obras de recuperação do asfalto foram realizadas no trecho

Por
Correio do Povo

Técnicos e agentes de fiscalização de trânsito e transporte da EPTC já monitoram a circulação naquele ponto

publicidade

Após trabalho de repavimentação asfáltica, a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) retoma a sinalização da faixa exclusiva na região da rodoviária. São cerca de 200 metros, demarcados por uma sinalização azul contínua, com circulação exclusiva de segunda a sexta, das 6h às 20h, no sentido bairro / Centro. 

A medida irá permitir uma redução média de seis para dois minutos no tempo do deslocamento do transporte coletivo naquela área. O ganho de quatro minutos representa, em média, 8% do tempo de viagem das linhas beneficiadas. Atualmente, é registrada lentidão já na descida da rua da Conceição para a rodoviária, pelo fluxo intenso de veículos, principalmente nos horários de pico.

Os demais veículos não sofrerão redução de faixas de trânsito, com a readequação das pinturas no local. Com o novo redesenho das faixas, ao todo serão duas para o transporte coletivo, permitindo a ultrapassagem entre os ônibus, e três para os demais veículos. Também está ocorrendo nova sinalização no entorno, como no Largo Vespasiano Veppo.

Técnicos e agentes de fiscalização de trânsito e transporte da EPTC já monitoram a circulação naquele ponto. Pelo local circulam 72 linhas urbanas, 225 mil usuários de transporte coletivo por dia. Ainda está prevista a ampliação dos abrigos de ônibus e uma organização dos locais de embarque e desembarque de passageiros, de acordo com as linhas.

O diretor técnico da EPTC, Marcelo Hansen, explica a medida. “Foi preciso uma requalificação asfáltica no local antes da implantação da sinalização. A faixa exclusiva da rodoviária faz parte do Programa de Priorização do Transporte Coletivo da cidade, que identificou os principais gargalos do trânsito da Capital, necessitando de intervenções para qualificar a mobilidade na região”. Há planejamento de implantação de outras novas faixas exclusivas para ônibus ainda neste primeiro semestre.

Legislação

Segundo o Artigo 184 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), a circulação dos demais veículos na faixa ou via de tráfego exclusiva é considerada infração gravíssima, passível de multa de R$ 293,27 e sete pontos na CNH, com previsão de recolhimento do veículo.