Rio Grande do Sul recebe lote de 174,8 mil vacinas Coronavac para aplicação de segunda dose

Rio Grande do Sul recebe lote de 174,8 mil vacinas Coronavac para aplicação de segunda dose

Doses serão distribuídas nesta quinta-feira aos municípios gaúchos

Cláudio Isaías

Rio Grande do Sul recebe lote de 174,8 mil vacinas Coronavac para aplicação de segunda dose

publicidade

As 174,8 mil doses da vacina Coronavac contra a Covid-19 começarão a ser distribuídas nesta quinta-feira aos municípios gaúchos. O lote que chegou na quarta-feira pela manhã ao Rio Grande do Sul será destinado à aplicação da segunda dose em pessoas que já receberam a primeira, segundo informou a Secretaria Estadual da Saúde (SES).

Após chegarem às coordenadorias regionais de saúde, as doses do imunizante serão repassadas às cidades. A imunização da Coronavac prevê um intervalo de até 28 dias entre as duas aplicações. Na manhã desta quarta-feira, o avião da Latam, que partiu do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, pousou às 8h15min no Porto Alegre Airport - Aeroporto Internacional Salgado Filho com o novo lote das doses.

Um forte esquema de segurança com viaturas da Polícia Federal e escolta do Exército foi montado no entorno do antigo terminal de passageiros do aeroporto Salgado Filho, enquanto profissionais realizavam o descarregamento da carga na pista.

Um caminhão foi posicionado para o começo do transporte das vacinas, às 8h30min. Depois da operação que durou cerca de 30 minutos, o veículo deixou o terminal do aeroporto, a caminho da Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi) da SES, na avenida Ipiranga, na zona Leste de Porto Alegre. A secretaria não divulgou o número de doses destinadas a cada região do Estado.

Mais de 1 milhão de doses desde janeiro 

O Rio Grande do Sul recebeu, desde 18 de janeiro, mais de um milhão de doses de vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde, divididas em seis remessas. Destas, quatro foram de Coronavac, incluindo a desta quarta-feira, e duas de Oxford/AstraZeneca.

A Coronavac é produzida no Brasil em parceria do Instituto Butantan com o laboratório Sinovac. A Astrazeneca, é produzida pela Fiocruz, em parceria com o laboratório AstraZeneca/Oxford. Cerca de seis milhões de doses produzidas pela farmacêutica Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, foram enviadas a todos os estados brasileiros e ao Distrito Federal para o começo da campanha, no dia 18 de janeiro, segundo o Ministério da Saúde.

O ministério informou que continuará com a vacinação da população e com a distribuição das doses assim que forem disponibilizadas pelos laboratórios produtores e aprovadas pela Anvisa. O Brasil tem 354 milhões de doses de vacinas garantidas, para 2021, por meio dos acordos com a Fiocruz (212,4 milhões de doses), Butantan (100 milhões de doses) e Covax Facility (42,5 milhões de doses).


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895