RS deve ter maior volume de chuva do ano até o momento

RS deve ter maior volume de chuva do ano até o momento

Pontos localizados podem ter acumulados de até 300 mm e existe a possibilidade de alagamentos, queda de barreiras e inundações

Correio do Povo

Porto Alegre e região metropolitana podem ter marcas acima da média histórica de chuvas em maio

publicidade

A chuva que deve chegar ao Rio Grande do Sul no final desta quarta-feira deve ter o maior volume do ano até agora. Os modelos analisados pela MetSul Meteorologia sugerem um expressivo alívio da estiagem em muitas áreas e que, em pontos localizados, o volume pode chegar a 300 milímetros (mm). Porto Alegre e a região metropolitana podem ter marcas acima da média histórica de precipitação do mês.

A instabilidade deve chegar ao Estado pelo Oeste, a partir da região de Uruguaiana, e pela fronteira com o Uruguai, devendo se espalhar pelo território gaúcho no decorrer da quinta-feira. Em Porto Alegre, a chuva chega até o período da noite.

Na sexta-feira, ainda chove em quase todo o Rio Grande do Sul e com altos volumes em diversos pontos. A instabilidade se mantém no sábado e ainda em parte do domingo.

Transtornos

O alerta prevê alagamentos em áreas urbanas e rurais, além de prováveis inundações, mesmo com os rios sofrendo com a estiagem. “É alto o risco de quedas barreiras e deslizamentos de terra, uma vez que a chuva deve ser muito volumosa nos vales e na Serra. Córregos e arroios têm alto risco de transbordamento nas cidades com mais chuva e, mesmo com estiagem, alguns rios poderão subir demasiadamente e apresentar cheia. A elevada probabilidade de chuva por vezes forte a torrencial agravará o risco de alagamentos. No período, ainda haverá o risco de temporais isolados com queda de granizo, raios e vento forte”, revela o prognóstico da MetSul.

Segundo a MetSul, os mapas meteorológicos de diferentes modelos numéricos mostram que a chuva até domingo deverá ser generalizada e com volumes elevados a extremamente altos em diversos pontos. Quase todo o Rio Grande do Sul deve ter precipitações de 50 mm a 100 mm, entretanto, a empresa trabalha com a possibilidade de pontos mais localizados terem acumulados de 200 mm a até 300 mm.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895