RS tem 4,5 milhões de seringas em estoque para vacinação contra a Covid-19

RS tem 4,5 milhões de seringas em estoque para vacinação contra a Covid-19

Eduardo Leite afirmou que Estado tem planos A, B e C para assegurar imunização, mas reiterou confiança no governo federal

Correio do Povo

Eduardo Leite afirmou que Estado tem planos A, B e C para assegurar imunização, mas reiterou confian

publicidade

Em vídeo divulgado na manhã desta quinta-feira, o governador Eduardo Leite e a diretora estadual do Centro de Vigilância em Saúde, Cíntia Goulart Molina, afirmaram que o Rio Grande do Sul está preparado para garantir a vacinação contra o novo coronavírus em 2021. Segundo eles, o Estado tem planos A, B e C para a imunização, além de já contar em estoque com 4,5 milhões de seringas. 

"Estamos em um momento muito tranquilo em relação à chegada de qualquer vacina, em qualquer momento, porque temos toda a rede pronta e desocupada. Temos 4,5 milhões de seringas em estoque e 10 milhões em processo de compra. Há ainda 5 milhões de agulhas. Não ficaremos sem vacinar por falta de seringas", explicou Cíntia. 

A diretora destacou ainda que o governo, ainda em setembro de 2020, já pensava na possível sobreposição de duas iniciativas de vacinação. "A nossa preocupação é quando as campanhas da gripe e da Covid-19 irão se sobrepor. Temos um processo de compra em andamento e ainda tem os planos B e C. Contamos com muitas empresas que se disponbilizaram para ajudar, além de uma lista de parceiros engatilhados. Para qualquer problema, teremos uma saída", reiterou Cíntia. 

Veja Também

Eduardo Leite comentou que segue em contato constante com o Ministério da Saúde. Ele citou a assinatura da medida provisória que facilita a importação de um imunizante. "Renovamos a confiança no governo federal na disponibilização da vacina. Estamos preparados para a logística necessária para garantir a vacinação contra o coronavírus. Temos um plano de contingência em caso de necessidade de maior mobilização. Podem ter certeza de que estamos atentos e trabalhando para assegurar a imunização e a superação do coronavírus em 2021", acrescentou. 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895