Secretaria de SP aguarda resultado de exame de caso suspeito de varíola do macaco

Secretaria de SP aguarda resultado de exame de caso suspeito de varíola do macaco

Paciente de 41 anos está internado em hospital desde a última segunda-feira

Correio do Povo

Caso suspeito é de homem de 41 anos que teria feito viagem internacional

publicidade

A Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo informou à reportagem do Correio do Povo nesta quinta-feira que ainda não há a confirmação do primeiro caso de varíola do macaco no Brasil. Em nota, a pasta afirma que ainda aguarda o resultado do exame do caso suspeito, pelo governo de SP. A suspeita é de um paciente de 41 anos e que, segundo investigação preliminar, passou por Portugal e Espanha no mês de maio. Ele encontra-se internado no Hospital Emílio Ribas desde a última segunda-feira. 

O caso do homem de 41 anos é o segundo suspeito na cidade de SP. O primeiro notificado é de uma mulher de 26 anos e que, segundo investigação preliminar, não possui histórico de viagem recente e contato com casos suspeitos da doença. Ela se encontra internada em um hospital público da cidade, mantida em isolamento, com quadro clínico estável. 

Nessa quarta-feira, o R7 noticiou que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, recebeu informação de que um dos casos teve a confirmação para a doença. 

O monkeypox virus, embora seja conhecido por causar a “varíola do macaco” ou “varíola símia”, é um vírus que infecta roedores na África, e macacos são provavelmente hospedeiros acidentais, assim como o homem. A infecção tem sintomas bem similares à varíola humana, porém com baixas taxas de transmissão e de letalidade.

Veja Também

Confira a nota completa da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo: 

"A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), por meio da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa), informa que aguarda o resultado do exame, pelo Governo do Estado, do segundo caso suspeito de varíola do macaco (monkeypox) na capital. Notificado em 7 de junho, trata-se de um homem de 41 anos e que, segundo investigação preliminar, passou por Portugal e Espanha no mês de maio. O paciente encontra-se internado no Hospital Emílio Ribas desde a última segunda-feira (6) e a SMS aguarda o resultado dos exames colhidos.

O primeiro caso, também em investigação, foi notificado em 4 de junho, sendo uma mulher de 26 anos e que, segundo investigação preliminar, não possui histórico de viagem recente e contato com casos suspeitos da doença.

A paciente se encontra internada em um hospital público da cidade, mantida em isolamento, com quadro clínico estável. A Unidade de Vigilância em Saúde (Uvis) da região de residência da munícipe está monitorando os contatos domiciliares.

A Covisa ressalta que acompanha o cenário nacional e internacional sobre a varíola do macaco (monkeypox), e está em contato com o Ministério da Saúde e o Governo do Estado, por meio do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs). O órgão emitiu um alerta comunicando as principais características da doença e medidas a serem tomadas pelos equipamentos de saúde do munícipio e segue acompanhando os casos".

*Com informações do repórter Lucas Eliel


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895