Temor do Covid-19 esgota estoque de máscaras em Porto Alegre
capa

Temor do Covid-19 esgota estoque de máscaras em Porto Alegre

Alguns estabelecimentos não têm prazo para recebimento de novas remessas

Por
Correio do Povo

Temor do coronavírus fez preço das máscaras disparar em Porto Alegre


publicidade

Quem está a procura de máscaras para se proteger do Covid-19, o coronavírus, vai ter dificuldade de encontrá-las em Porto Alegre. Na tarde de quarta-feira, as farmácias situadas na Rua dos Andradas, no centro da Capital, não tinham mais em estoque nenhum dos dois modelos comercializados − a cirúrgica, mais simples, e a N95, que lembra um bico de pato e é mais reforçada.

Em alguns dos estabelecimentos, não há nem prazo de quando irão receber novas remessas. Em outras farmácias, a previsão de espera é de pelo menos 15 dias. Em apenas uma é que há previsão de receber mais desta mercadoria no próximo sábado.

A procura é tanta, que falta máscara até em lojas de ferragens, já que a mesma máscara N95 é utilizada para proteger as vias aéreas de poeira em construção civil e reformas de imóveis, por exemplo. Em lojas especializadas em produtos hospitalares e odontológicos, ainda há alguma coisa em estoque, mas não são muitas unidades. Quem bateu perna atrás das máscaras, ainda precisou pesquisar preços, já que em alguns casos uma caixa com 50 unidades do modelo mais simples pode custar de R$ 26,00 a R$ 38,00, enquanto a bico de pato fica entre R$ 17,00 e R$ 20,00 a unidade.


O gerente de uma das farmácias pesquisadas afirma que a venda de máscaras aumentou 300% nas últimas três semanas. Um outro aliado no cuidado na higienização, o álcool gel, também está sendo muito vendido, mas ainda é encontrado com facilidade na maioria dos estabelecimentos. Quem quiser saber mais sobre o vírus e as medidas de proteção, acesse o site do Ministério da Saúde.