TJ-RS confirma ataque cibernético que tirou sistemas do ar

TJ-RS confirma ataque cibernético que tirou sistemas do ar

Servidores foram orientados a não acessar serviços digitais e prazos processuais foram suspensos

Correio do Povo

Corte pediu auxílio especializado para averiguar caso

publicidade

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJ-RS) informou, na noite desta quarta-feira, que foi alvo de ataque cibernético. Ao longo do dia, os sistemas de informática sofreram instabilidades e serviços pela internet foram suspensos. Por conta dos problemas, o presidente do tribunal, desembargador Voltaire de Lima Moraes, publicou decisão em que suspende os prazos processuais e administrativos.

Conforme comunicado do TJ-RS, "estão sendo adotadas todas as medidas possíveis para o breve restabelecimento da normalidade, bem como para a identificação das causas e dos autores do ato criminoso". A corte não informou um prazo para retomada total do serviço.

"Equipes técnicas e o Núcleo de Inteligência do TJ-RS estão trabalhando,  bem como está sendo solicitado apoio especializado do Conselho Nacional de Justiça na área", acrescentou a nota oficial. O órgão orientou os servidores a não acessarem a rede de forma remota.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895