Velocidade de transmissão da Covid-19 volta a subir no Brasil

Velocidade de transmissão da Covid-19 volta a subir no Brasil

Imperial College London aponta que taxa de reprodução está acima de 1 novamente, o que indica possível aceleração da pandemia

R7

Mantido este índice, pode-se esperar um aumento dos novos casos

publicidade

O indicador usado para saber se a pandemia está avançando ou recuando globalmente mostra que a Covid-19 no Brasil voltou a ter indicativo de aceleração. Os dados do Imperial College London, no Reino Unido, nesta terça-feira, a taxa de reprodução do vírus está em 1,1 no Brasil, o que significa que 100 pessoas infectadas com o coronavírus o transmitem, em média, para outras 110.

Mantido este índice, pode-se esperar um aumento dos novos casos. O oposto ocorre quando está abaixo de 1, como ocorria no começo do mês, quando chegou a 0,7. Assim, as mesmas 100 pessoas infectadas transmitiam para 70.

Os cálculos do Imperial College refletem com uma ligeira alta de casos nos últimos dias. No entanto, é preciso considerar que os registros do Ministério da Saúde sofreram atrasos na semana passada após uma suspeita de ataque cibernético, o que represou a divulgação das informações, que ainda não foi totalmente normalizada. 

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895