Viagem experimental de Catamarã de Porto Alegre até Barra do Ribeiro deverá ser realizada em 2019
capa

Viagem experimental de Catamarã de Porto Alegre até Barra do Ribeiro deverá ser realizada em 2019

Dados técnicos da Metroplan indicam que o trajeto seria feito em 50 minutos

Por
Cláudio Isaías

Proposta de criar uma linha do catamarã entre o Cais Mauá, em Porto Alegre, e o município de 13 mil habitantes que fica distante 55 quilômetros da Capital, é antiga e chegou a ser prometida para fevereiro de 2018

publicidade

A primeira viagem experimental de Catamarã de Porto Alegre até Barra do Ribeiro deverá ser realizada até o final deste ano. Uma Parceria público-privada pretende viabilizar o projeto com a revitalização do antigo atracadouro do Engenho Santo Antônio, segundo informou nesta segunda a prefeitura de Barra do Ribeiro. A proposta de criar uma linha do catamarã entre o Cais Mauá, em Porto Alegre, e o município de 13 mil habitantes que fica distante 55 quilômetros da Capital, é antiga e chegou a ser prometida para fevereiro de 2018.

O projeto de criar uma linha do catamarã de Porto Alegre até Barra do Ribeiro tem a ver com a revitalização do atracadouro que será feito pela prefeitura de Barra do Ribeiro, que pretende buscar os recursos financeiros junto a iniciativa privada. O clube Veleiros do Sul chegou a entrar como parceiro, interessado em criar uma filial no local, mas, com a saída do comodoro Eduardo Ribas, a parceria foi deixada de lado. Ribas, no entanto, se manteve como voluntário na revitalização, e realiza mudanças no projeto.

A revitalização começou em 2018, ainda com o projeto elaborado junto ao Veleiros do Sul. A implantação do transporte hidroviário prevê a recuperação das instalações físicas do prédio do Engenho Santo Antônio, que servirá para abrigar, além da hidroviária, inúmeras atividades, tais como lojas de artesanato e restaurantes. A área conta com mais de 10 mil metros quadrados.

Dados técnicos da Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan) indicam que o trajeto Porto Alegre/Barra do Ribeiro seria feito em 50 minutos.  A prefeitura de Barra do Ribeiro informou que além da linha do catamarã a ideia é ter uma escola com cursos profissionalizantes, um centro de eventos, teatro, comércio, escritórios, atelier, museu e um deck, além do terminal hidroviário/rodoviário. O transporte poderá ser feito pela CatSul, empresa que opera o catamarã entre Porto Alegre/Guaíba.

A Metroplan afirma que não vê problemas na criação de uma linha até Barra do Ribeiro, mas que o antigo trapiche não possui condições de garantir que uma embarcação possa atracar com segurança. Os requisitos estabelecidos para disponibilizar a linha compreende a revitalização do atracadouro e a reorganização do transporte municipal da cidade para que os usuários possam chegar até o local. O prefeito de Barra do Ribeiro, Jair Machado, disse que ainda faltam realizar as obras do atracadouro e de reforma da rua e do entorno do Engenho Santo Antônio. "Existem empresas  que já manifestaram interesse em instalar um restaurante, um banco e um supermercado no complexo do Engenho Santo Antônio", destacou.