Zucco cria Frente para estimular emprego para jovens egressos do serviço militar obrigatório

Zucco cria Frente para estimular emprego para jovens egressos do serviço militar obrigatório

Jovem poderá realizar um curso à distância ou uma empresa privada poderá disponibilizar vagas de trabalho

Cláudio Isaías

publicidade

Com o objetivo de qualificar os jovens que prestam o serviço militar obrigatório, a Assembleia Legislativa assinou nesta quinta-feira um termo para estimular o emprego dos soldados egressos das Forças Armadas - Exército, Marinha e Aeronáutica. O documento foi assinado com duas universidades: a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), e com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai/RS). A solenidade no salão Júlio de Castilhos foi realizada durante a instalação da Frente Parlamentar em Apoio à Empregabilidade dos Jovens Egressos do Serviço Militar e contou com representantes das Forças Armadas, do reitor da PUCRS, irmão Evilázio Teixeira, e da vice-reitora da Ufrgs, Patrícia Pranke. O deputado Tenente-coronel Zucco (PSL), proponente da Frente, destacou que  a ideia é aproveitar a experiência dos militares das Forças Armadas para que eles possam ter a oportunidade de realizar um curso profissionalizante ou uma faculdade. 

Zucco explicou que serão disponibilizadas ferramentas para que ele possa se matricular, por exemplo, em um curso de técnico de enfermagem ou de mecânica de veículos. "É uma forma da gente como sociedade agradecer pela missão cumprida por esses jovens no serviço militar", acrescentou. Conforme o deputado, durante o cumprimento do serviço militar, o jovem poderá realizar um curso à distância com a utilização de um computador ou uma empresa privada poderá disponibilizar vagas de trabalho. "Estamos iniciando o processo com três instituições de credibilidade - Ufrgs, PUCRS e a Fiergs que vão ajudar no processo de qualificação desse jovem militar ". O deputado acredita que mais de 20 mil jovens no Rio Grande do Sul deverão ser beneficiados pela medida.  

De acordo com Zucco, a cada ano milhares de jovens prestam serviço militar obrigatório e que durante este período sofrem prejuízos na disputa por uma vaga no mercado de trabalho e na busca do aperfeiçoamento profissional. O deputado estadual explicou que a frente vai estimular a cooperação junto à iniciativa privada e aos órgãos públicos para desenvolver atividades de aperfeiçoamento e colocação profissional. “Existem diversos projetos desenvolvidos pelas Forças Armadas e outras instituições. Vamos estimular a criação de novos programas para beneficiar estes jovens e integrar iniciativas já existentes”, afirmou. A Frente Parlamentar conta com o apoio de diversas empresas privadas além de universidade e órgãos públicos, o que, segundo o deputado, resultará na imediata formalização de atividades voltadas aos egressos do serviço militar.

O deputado Gabriel Souza (MDB), presidente da Assembleia Legislativa, afirmou que o desemprego atinge a impressionante marca de quase 15% no Brasil. "Na juventude (entre 18 a 24 anos), a situação é pior ainda com um índice de 35% dos jovens desempregados. "Na verdade, a juventude sempre foi uma faixa etária com mais dificuldade de inserção no mercado de trabalho", acrescentou. Ao parabenizar o deputado Zucco pela instalação da Frente Parlamentar, o presidente da Assembleia Legislativa afirmou que o jovem que deixa o serviço militar precisa disputar uma vaga no mercado de trabalho, mas para que isso aconteça, ele necessita de educação e conhecimento que podem ser adquiridos em uma universidade ou num curso profissionalizante.
 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895