Adolescente de 12 anos morre vítima de Covid-19 na Bélgica
capa

Adolescente de 12 anos morre vítima de Covid-19 na Bélgica

Vítima aparentemente não apresentava problemas de saúde antes de ser infectada

Por
AFP

Coronavírus fez vítima de 12 anos na Bélgica

publicidade

Uma adolescente de 12 anos morreu na Bélgica vítima da Covid-19, uma doença que normalmente não afeta com gravidade pacientes tão jovens - anunciaram as autoridades de saúde do país."É um fato raro que nos comove profundamente", disse o médico Emmanuel André, porta-voz do Serviço de Saúde.

A vítima era uma estudante de Ghent (noroeste), informou a cidade flamenga em um comunicado à imprensa, lamentando um falecimento "particularmente trágico"."É importante saber que ela não frequenta a escola desde 13 de março e não teve contato com sua equipe educacional desde então", afirmou a mesma fonte.

As escolas belgas estão fechadas pela terceira semana consecutiva para conter a disseminação do coronavírus. A jovem vítima aparentemente não tinha problemas de saúde antes de ser infectada com esse vírus pulmonar, de acordo com o canal público flamengo VRT.

"Após três dias de febre", sua condição "se deteriorou repentinamente", declarou outro porta-voz das autoridades de saúde, Steven Van Gucht, a jornalistas. Na semana passada, a morte de uma adolescente francesa de 16 anos em Paris despertou grande comoção na França.

As mortes devido à Covid-19 são raras entre as pessoas mais jovens, mas "formas graves da doença que resultam em hospitalização, incluindo cuidados intensivos ou que levam à morte, podem ocorrer em adultos de todas as idades", alertaram as autoridades de saúde dos Estados Unidos em um relatório.

A Bélgica registrou 705 mortes provocadas pelo novo coronavírus, mas até agora nenhuma vítima tão jovem, segundo o balanço oficial. Até esta terça-feira, o país de 11,4 milhões de habitantes contabilizava 12.775 casos confirmados de novo coronavírus.

O número de 705 mortes representa um salto de quase 40% em comparação com as 513 contabilizadas na segunda-feira pela unidade de crise sanitária. Foram confirmados 98 óbitos adicionais em hospitais em 24 horas, aos quais são adicionados outros 94 intervenientes em dias anteriores em casas de repouso e que ainda não haviam sido contabilizados.

Nos Estados Unidos, a faixa etária de 20 a 44 anos representa 29% dos casos confirmados, 20% dos pacientes hospitalizados por Covid-19 e 12% dos casos admitidos em terapia intensiva, de acordo com um relatório do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), cobrindo 2,5 mil pacientes listados até 16 de março.

Os menores de 20 anos são muito menos numerosos, representando menos de 1% das internações e nenhum paciente em terapia intensiva. No entanto, um bebê com menos de um ano morreu de COVID-19 no estado americano de Illinois, anunciaram as autoridades do estado no sábado.

Na França, dos quase 14 mil casos confirmados em 20 de março, 30,6% tinham entre 15 e 44 anos, conforme dados publicados na quinta-feira pela Saúde Pública."Ghent e todo país estão unidos em imensa tristeza", disse o prefeito da cidade, Mathias De Clercq, pedindo à imprensa que evite entrar em contato com parentes e com colegas de classe da jovem.