Arábia Saudita comemora morte de líder do Estado Islâmico
capa

Arábia Saudita comemora morte de líder do Estado Islâmico

Abu Bakr al-Baghdadi foi considerado morto após operação dos Estados Unidos na Síria

Por
AFP

Terrorista era considerado uma prioridade da administração de Donald Trump

publicidade

A Arábia Saudita comemorou nesta segunda-feira a morte do líder do grupo Estado Islâmico (EI), Abu Bakr al-Baghdadi, numa operação dos Estados Unidos na Síria, dizendo que sua organização "desfigurou a imagem do Islã e dos muçulmanos ao redor do mundo".

"O governo saudita acompanhou o anúncio do presidente americano Donald Trump sobre o sucesso da caça e eliminação do líder do Daesh, o terrorista Abu Bakr al-Baghdadi", declarou um porta-voz do ministério das Relações Exteriores, saudando os "esforços do governo americano" contra o EI.

Nesse domingo, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou a morte de al-Baghdadi. Ele afirmou que o terrorista era prioridade de segurança nacional em sua administração. A morte ocorreu em um túnel na Síria. 

O comandante das Forças da Síria Democrática, Mazlum Abdi, afirmou em sua conta do Twitter que as autoridades receberam uma denúncia sobre o paradeiro de al-Baghadadi há cinco meses, que possibilitou a operação conjunta.