Argentina irá reabrir fronteira aérea com o Brasil em 2 de novembro

Argentina irá reabrir fronteira aérea com o Brasil em 2 de novembro

Para fomentar turismo, será permitida a estrangeiros de países limítrofes

Correio do Povo

Argentina começa a flexibilizar restrições na fronteira em 2 de novembro

publicidade

A Argentina irá reabrir as fronteiras com os países com quem faz limite – Brasil, Uruguai, Paraguai, Bolívia e Chile. A informação foi passada pelo ministro de Turismo do país, Matías Lammens, neste sábado. O dia da retomada será 2 de novembro. 

De acordo com o ministro, à exceção do Uruguai, a autorização de entrada na Argentina para os outros países ocorrerá apenas por via aérea, no aeroporto de Ezeiza, em Buenos Aires. As fronteiras argentinas estão fechadas desde março e, por via terrestre, permanecerão fechadas.

Conforme o jornal La Nacion, os turistas terão de ter um seguro-médico para a viagem e precisarão apresentar um teste PCR negativo. O governo, porém, avalia pedir um novo teste, já em solo argentino, como maneira de evitar a necessidade de uma quarentena. 

Lammes explicou que a autorização de entrada de estrangeiros é uma forma de fomentar o setor de turismo. “Trabalhamos com o Ministério da Saúde para que isso pudesse acontecer. É uma nova etapa da pandemia, que nos permite virar a página”, afirmou. 

A Argentina voltou a autorizar os voos nacionais de turismo nesta semana. Por enquanto, não há previsão para que o ingresso de europeus ou turistas de outras nacionalidades sejam liberados. 

De acordo com a Universidade Johns Hopkings, a Argentina é o sexto país com maior número de casos de Covid-19 no mundo, cifra que chegou a 1.081.336 neste sábado. O país já reportou 28.613 mortes relacionadas ao coronavírus. 


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895