Ataque a tiros deixa mortos em igreja em Hamburgo, cidade portuária na Alemanha

Ataque a tiros deixa mortos em igreja em Hamburgo, cidade portuária na Alemanha

Templo recebia religiosos testemunhas de Jeová

AE

Policiais isolaram área de ataque

publicidade

Um ataque a tiros deixou ao menos sete mortos em uma igreja na cidade portuária de Hamburgo, no norte da Alemanha, informou a revista Der Spiegel nesta quinta-feira. A polícia conduz no momento uma operação na área do incidente. O centro religioso seria frequentado por fiéis da igreja Testemunhas de Jeová, segundo a polícia. Moradores do bairro de Borstel, no Distrito de Alsterdorf, foram orientados a não deixar suas casas em virtude da situação de perigo na vizinhança.

Há muitos feridos no local do ataque, que ocorreu por volta das 21h (horário local). As ruas ao redor do centro religioso foram isoladas. Em nota, a polícia disse que não há informação imediata de que os suspeitos fugiram e que parece provável que os suspeitos estivessem no prédio ou entre os mortos.

A polícia não tinha informações sobre o evento que estava acontecendo no prédio quando o tiroteio ocorreu. Eles também não tinham informações imediatas sobre um possível motivo.

A Alemanha tem sido vítima de ataques jihadistas, em particular devido à sua participação na aliança que combate o Estado Islâmico no Iraque e na Síria. Um ataque com um caminhão contra uma feira natalina reivindicado pelo grupo Estado Islâmico causou 12 mortes em dezembro de 2016 em Berlim. Foi o atentado jihadista mais letal cometido no país.

De 2013 até o fim de 2021, o número de islâmicos considerados perigosos presentes na Alemanha quintuplicou e atualmente é de 615, segundo o Ministério do Interior. O número de salafistas é estimado em 11 mil - o dobro de 2013.

Após um alerta do FBI, as autoridades alemãs anunciaram, em 8 de janeiro, a prisão de dois iranianos suspeitos de querer cometer um ataque químico "islâmico". (Com agências internacionais)

 


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895