Autoridades revisam balanço e número de mortos em terremoto na Indonésia é de 19
capa

Autoridades revisam balanço e número de mortos em terremoto na Indonésia é de 19

Contagem anterior apresentava 23 vítimas fatais deixadas pelo fenômeno

Por
AFP

Erro de cálculo teria sido causado por dificuldades ao identificar vítimas


publicidade

O balanço de mortos no terremoto que abalou na quinta-feira o arquipélago das Molucas, no Leste da Indonésia, foi revisado de 23 para 19, anunciou a agência de gestão de catástrofes nesta sexta-feira. "Aconteceu um erro na identificação dos nomes das vítimas", afirmou o porta-voz da agência, Agus Wibowo.

O tremor, de 6,5 graus de magnitude, afetou muitos edifícios, incluindo uma universidade, e provocou deslizamentos de terra. Entre as mortes confirmadas está a de uma criança atingida por escombros de um edifício em Ambon, capital da provínica das Molucas. Segundo Wibowo, mais de 100 pessoas ficaram feridas e 15 mil foram levadas para abrigos.

O terremoto de 6,5 graus, de acordo com o Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS), e com epicentro a 37 quilômetros de Ambon, na província das Molucas, aconteceu às 8h46min locais de quinta-feira (20h46min de Brasília, quarta-feira). O fenômeno foi seguido por dezenas de tremores secundários, o que provocou cenas de pânico entre os moradores, que fugiram para zonas mais elevadas.

Em 26 de dezembro de 2004, um terremoto devastador de 9,1 graus de magnitude na costa de Sumatra provocou um tsunami gigantesco que matou 220 mil pessoas na região do Oceano Índico, quase 170 mil delas na Indonésia.