Barack Obama parabeniza Biden pela eleição nos EUA: "Não poderia estar mais orgulhoso"

Barack Obama parabeniza Biden pela eleição nos EUA: "Não poderia estar mais orgulhoso"

Candidato democrata foi eleito o novo presidente neste sábado

Correio do Povo

Joe Biden e Barack Obama atuaram juntos no mandato de 2009 a 2017

publicidade

O ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, parabenizou, pelas redes sociais, o candidato democrata Joe Biden pela vitória nas eleições norte-americanas neste sábado. "Eu não poderia estar mais orgulhoso de parabenizar nosso próximo presidente, Joe Biden, e nossa próxima primeira-dama, Jill Biden", afirmou em nota.  "Eu também não poderia estar mais orgulhoso de parabenizar Kamala Harris e Doug Emhoff pela eleição inovadora de Kamala como nosso próximo vice-presidente", completou. 

Joe Biden foi vice-presidente de Barack Obama durante o mandato de 2009 a 2017. O ex-presidente ressaltou o número expressivo de americanos que votaram este ano nas eleições dos Estados Unidos. "E assim que cada voto for contado, o presidente eleito Biden e a vice-presidente eleita Harris terão obtido uma vitória histórica e decisiva."

Veja Também

Obama não deixou de mencionar os desafios que Biden irá enfrentar na Casa Branca. Entre eles, a pandemia do novo coronavírus. "Temos sorte que Joe tem o que é preciso para ser presidente e já se comporta dessa forma. Porque quando ele entrar na Casa Branca em janeiro, ele enfrentará uma série de desafios extraordinários que nenhum novo presidente jamais enfrentou - uma pandemia violenta, uma economia e sistema judiciário desiguais, uma democracia em risco e um clima em perigo", disse. 

Segundo o ex-presidente, caberá não apenas a Joe e Kamala, mas de cada cidadão americano a fazer a sua parte neste novo governo: "eu sei que pode ser exaustivo. Mas para que essa democracia perdure, ela requer nossa cidadania ativa e foco contínuo nas questões - não apenas em uma temporada de eleições, mas em todos os dias intermediários."

Com isso, Obama agradeceu a todos que votaram pela primeira vez, destacando que os esforços fizeram a diferença. "Nossa democracia precisa de todos nós mais do que nunca. E Michelle e eu esperamos apoiar nosso próximo presidente e primeira-dama como pudermos", concluiu. 


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895