capa

Brasil suspende operações com Boeing 737 MAX 8

País é mais um entre dezenas de países que não usará aeronaves

Por
AFP

Acidente com 737 MAX 8 da Ethiopian Airlines foi o segundo em cinco meses

publicidade

O Brasil decidiu nesta quarta-feira suspender as operações com aviões da Boeing modelo 737 MAX 8 devido ao acidente com uma aeronave da Ethiopan Airlines que matou 157 pessoas no domingo, na região de Adis Abeba, minutos após a decolagem, informou a Agência Nacional de Aviação (ANAC). "A Diretriz de Aeronavegabilidade, que deve ser cumprida imediatamente, será adotada inclusive pelas empresas que suspenderam voluntariamente suas operações, como a Gol Linhas Aéreas".

"Após o acidente com a aeronave operada pela Ethiopian Airlines, a ANAC manteve contato com a Federal Aviation Administration (FAA), com a fabricante da aeronave e com as empresas que operam o modelo no Brasil, além de acompanhar atentamente as investigações do acidente, o que motivou a decisão divulgada hoje".

O acidente com o 737 MAX 8 da Ethiopian Airlines foi o segundo em cinco meses. Em outubro passado, um modelo semelhante da companhia indonésia Lion Air caiu também minutos após a decolagem, matando as 189 pessoas a bordo. O Brasil se soma assim a dezenas de países, como Estados Unidos, China, Austrália, Índia, União Europeia, México e Chile, entre outros.