Brasileiro é reeleito diretor geral da FAO com votação histórica
capa

Brasileiro é reeleito diretor geral da FAO com votação histórica

José Graziano da Silva vai para seus segundo mandato com 177 votos dos 182 emitidos

Por
AFP

José Graziano da Silva vai para seus segundo mandato com 177 votos dos 182 emitidos


publicidade

O brasileiro José Graziano da Silva foi reeleito neste sábado em Roma, com um apoio histórico, como diretor geral da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO). Silva vai para seus segundo mandato com 177 votos dos 182 emitidos, o maior número da história da organização. Indicado pelo Brasil, permanecerá no cargo até julho de 2019.

A eleição ocorreu no primeiro dia da 39ª conferência da FAO, o principal órgão de governo da organização, que prosseguirá até 13 de junho. Desde que assumiu o cargo de diretor geral em 2012, Silva lidera uma reforma da agência especializada das Nações, que recebeu o apoio da maioria dos países membros.

O brasileiro iniciou o trabalho na FAO em 2006 como diretor do Escritório Regional da América Latina e Caribe. Foi eleito diretor geral em 26 de junho de 2011. Antes, coordenou a equipe do programa do governo brasileiro Fome Zero em sua etapa inicial de implementação.