Buenos Aires autoriza casamento gay para estrangeiros

Buenos Aires autoriza casamento gay para estrangeiros

Medida alcança turistas e residentes temporários por motivos trabalhistas ou outra razão

AFP

publicidade

Os estrangeiros que estiverem em Buenos Aires de forma transitória e desejarem casar-se poderão fazê-lo sem distinção de orientação sexual e sem necessidade de pedir residência permanente. "O governo portenho decidiu (nesta quinta-feira) que os estrangeiros que chegarem ao país de forma transitória poderão casar-se com pessoas de diferente ou igual sexo dentro dos cinco dias de solicitação ao Registro Civil, informando um endereço real de referência", diz o comunicado.

A disposição foi impulsionada pelo prefeito da capital argentina, Maurício Macri. O país sancionou uma lei de Casamento Igualitário em julho de 2010, que autorizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo. A medida alcança turistas e residentes temporários por motivos trabalhistas ou por qualquer outra razão.

Buenos Aires é considerada uma das cidades amigáveis para gays e lésbicas por contar com vários hotéis e dezenas de locais de diversão especializados. Na Argentina, 18% das receitas com turismo provém dos serviços exclusivos para o setor homossexual, segundo dado da secretaria de Turismo de Buenos Aires.

Bookmark and Share


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895