capa

Canadenses sequestradas em Gana são libertadas

Segundo autoridades, crime foi cometido com intenção de pedir pagamento de resgate

Por
AFP

Polícia afirma que, nos últimos dias, foram registrados vários sequestros no país

publicidade

As duas jovens canadenses sequestradas na semana passada em Kumasi, a segunda maior cidade de Gana, foram libertadas nesta quarta-feira, anunciaram as autoridades do país africano. "Os serviços de segurança realizaram uma operação na manhã desta quarta-feira e salvaram as duas mulheres canadenses sequestradas em Kumasi", afirmou em um comunicado o ministro da Informação de Gana, Kojo Oppong Nkrumah.

A nota afirma ainda que os cidadãos do país e os turistas "estão seguros". As duas estudantes, de 19 e 20 anos, da Universidade Técnica de Kumasi, 250 km ao norte da capital Acra, foram sequestradas no dia 4 de junho quando saíam de um táxi diante do Kumasi Royal Golf Club. As autoridades acreditam que a intenção era pedir o pagamento de um resgate.

A polícia informou que as jovens são voluntárias da ONG canadense Youth Challenge International. Nos últimos meses foram registrados vários sequestros no país, "um fenômeno que afeta nossos irmãos nigerianos mas que nós não tínhamos antes", afirmou em abril o presidente Nana Akufo-Addo.

Na terça-feira, a polícia anunciou a detenção do opositor Samuel Ofosu-Ampofo, líder do partido Congresso Nacional Democrático (NDC), por supostos "vínculos com vários sequestros". Gana é considerado um país pacífico em uma região afetada por guerras civis, criminalidade e grupos extremistas. O país do oeste da África tem o turismo como um dos pilares de seu desenvolvimento econômico.