Democratas acusam Trump de inflamar tensões raciais para beneficiar campanha

Democratas acusam Trump de inflamar tensões raciais para beneficiar campanha

Presidente dos EUA adotou discurso que enfatiza perigo de aumento da violência se perder para Partido Democrata

AE

publicidade

Os democratas norte-americanos acusaram, neste domingo, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de tentar inflamar as tensões raciais e incitar a violência para beneficiar a sua campanha eleitoral. Desde a morte de George Floyd, em maio deste ano, o país registra uma série de protestos do movimento antirracista intitulado como BlackLivesMatter.

Neste fim de semana, a cidade de Portland, no Estado do Oregon, teve um forte confronto entre apoiadores do presidente e um grupo de manifestantes, o que resultou na morte de um homem. Neste domingo, entretanto, Trump elogiou nas redes sociais os apoiadores que participaram do conflito, classificando-os como "Grandes patriotas". Ele também compartilhou publicações do Twitter que culpam o prefeito democrata da cidade pela morte registrada na madrugada de ontem.

"O povo de Portland, como todas as outras cidades e partes de nosso grande país, querem Lei e Ordem", publicou Trump em sua conta do Twitter no final da tarde de hoje. "Os prefeitos democratas da esquerda radical, como o idiota que dirige Portland, ou o cara agora em seu porão, que não quer liderar ou mesmo falar contra o crime, nunca serão capazes de fazê-lo!", acrescentou.

Cerca de nove semanas antes do dia da eleição, o presidente reforça o discurso da necessidade de lei e ordem, atribuindo a falta de controle em outras cidades aos democratas. Estes, entretanto, seguem acusando Trump de torcer pelo caos e de tentar fomentar mais violência para obter ganhos políticos, em vez de tentar reduzir as tensões. O rival do republicano, Joe Biden, disse em um comunicado que "ele (Trump) pode pensar que a guerra em nossas ruas é boa para suas chances de reeleição, mas isso não é liderança presidencial ou mesmo compaixão básica".

Outro democrata, o prefeito de Portland, Ted Wheeler, também culpou o presidente pelos atritos. "Você realmente se pergunta, senhor presidente, porque esta é a primeira vez em décadas que a América viu este nível de violência? Foi você quem criou o ódio e a divisão", afirmou em uma entrevista à rede de televisão norte-americana.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895