Detento abre fogo e mata policial em delegacia de Londres

Detento abre fogo e mata policial em delegacia de Londres

Caso ocorreu no centro de detenção de Croydon

AFP

Caso ocorreu no centro de detenção de Croydon

publicidade

Um policial britânico morreu na madrugada desta sexta-feira ao ser atingido por um tiro de um detento em uma delegacia do Sul de Londres, no primeiro caso desde 2012 de um agente morto a tiros no cumprimento do dever. O policial faleceu no hospital depois de ter sido atacado por um homem que estava preso no centro de detenção de Croydon.

O detento, de 23 anos, também foi levado ao hospital em estado grave com um ferimento de bala, de acordo com um comunicado da polícia, que não explica se o homem atirou contra si mesmo, mas afirma que nenhum agente utilizou sua arma durante o incidente. 

"Estamos nas primeiras fases da investigação e tentamos estabelecer as circunstâncias que cercam o ataque", afirmou a chefe da Scotland Yard, Cressida Dick.

Os últimos policiais britânicos mortos a tiros no cumprimento do dever foram Fiona Bone e Nicola Hughes, vítimas em setembro de 2012 de uma emboscada por um traficante de drogas em Manchester. Desde então, cinco agentes morreram em serviço no Reino Unido em ataques com arma branca ou em perseguições de automóveis. 


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895