Dividida, UE debate como se reerguer após crise do novo coronavírus
capa

Dividida, UE debate como se reerguer após crise do novo coronavírus

Discussões apontam para criação de um fundo de emergência

Por
AFP

Debates de enfrentamento do novo coronavírus estão divididos na União Europeia


publicidade

Os chefes de Estado e de governo da União Europeia (UE) discutem, nesta quinta-feira, como sair da profunda recessão projetada para 2020 em consequência da pandemia de novo coronavírus. A divisão entre os membros do bloco sobre os detalhes do plano de recuperação dificulta, porém, as negociações e uma efetiva tomada de decisão.

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, já sinalizou sua expectativa de que os 27 líderes encarreguem a Comissão Europeia de apresentar uma proposta sobre o plano de recuperação, durante a quarta cúpula por videoconferência dedicada à Covid-19.

"Um novo Plano Marshall, um esforço de investimento sem precedentes, impulsionará a recuperação e vai se dirigir para onde for mais necessário", tuitou Michel, horas antes do início da cúpula.

A comparação com o plano dos Estados Unidos para reconstruir a Europa devastada pela Segunda Guerra Mundial não é trivial, sobretudo, quando o Fundo Monetário Internacional (FMI) adverte para a maior recessão global desde a Grande Depressão.

Em seu conjunto, o Produto Interno Bruto (PIB) dos 19 países do euro se contrairá 7,5% em 2020, segundo o FMI, que antecipa duras quedas nas primeiras economias europeias: Alemanha (-7%), França (-7,2%), Itália (-9,1%) e Espanha (-8,0%).

Para superar a crise, o consenso parece passar pela criação do fundo de recuperação, mas os detalhes sobre seu montante, financiamento, ou eventual vínculo com o futuro Marco Financeiro Plurianual (MFP) 2021-2027 estão em aberto.

Como pano de fundo, essas discussões têm a vida de milhões de pessoas ainda em situação de confinamento na Europa, com estabelecimentos comerciais fechados e setores da economia entrando em colapso pela desaceleração provocada pela pandemia.

Como prevenir o contágio do novo coronavírus 

De acordo com recomendações do Ministério da Saúde, há pelo menos cinco medidas que ajudam na prevenção do contágio do novo coronavírus:

• lavar as mãos com água e sabão ou então usar álcool gel.

• cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir.

• evitar aglomerações se estiver doente.

• manter os ambientes bem ventilados.


• não compartilhar objetos pessoais.