Dois membros da missão da OMS na China são bloqueados para teste de Covid-19

Dois membros da missão da OMS na China são bloqueados para teste de Covid-19

Cientistas estão em Singapura para serem testados para a doença

AFP

Equipe de cientistas chegou a Wuhan, na China

publicidade

Dois dos especialistas da equipe da Organização Mundial da Saúde (OMS) que chegaram à China nesta quinta-feira (14) para investigar as origens do coronavírus estão bloqueados em Singapura para se submeterem a um novo teste de Covid-19.

"A equipe internacional de 13 cientistas encarregada de examinar as origens do vírus chegou a Wuhan, na China, hoje (...) Dois cientistas ainda estão em Singapura para fazer testes" de coronavírus, disse a OMS em uma mensagem no Twitter.

A Organização explicou que "todos os membros da equipe foram submetidos a diversos testes e a testes de anticorpos em seus países de origem".

Dois dos especialistas testaram positivo para anticorpos IgM (imunoglobulinas M), uma forma de anticorpo que o corpo gera em reação ao vírus. Deverão, portanto, serem submetidos a um novo teste para confirmar esses anticorpos e de outra classe, denominada IgG (imunoglobulinas G). A equipe da OMS é formada por cientistas de diferentes nacionalidades. Os especialistas devem respeitar uma quarentena de duas semanas ao chegar ao país.

A visita é muito delicada para as autoridades chinesas, que querem se dissociar de qualquer responsabilidade nesta pandemia que já ceifou quase dois milhões de vidas em todo mundo. A missão, que deveria ter desembarcado na semana passada, foi cancelada no último minuto porque a equipe não apresentou todas as autorizações necessárias.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895