Duas doses da vacina são cruciais para proteger da variante Delta, diz regulador europeu

Duas doses da vacina são cruciais para proteger da variante Delta, diz regulador europeu

De acordo com o comunicado, nova cepa constituirá 90% dos de Covid-19 na Europa

AFP

Astrazeneca é uma das vacinas aprovadas pela União Europeia

publicidade

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) afirmou, nesta quarta-feira (14), que aplicar duas doses de algumas das vacinas anticovid aprovadas na União Europeia (UE) é "crucial" para ter proteção contra a muito contagiosa variante Delta e pediu para acelerar seus programas de vacinação.

"Evidências preliminares sugerem que é necessário ter a segunda dose de uma vacina contra a Covid-19 de duas doses para fornecer proteção adequada contra a variante Delta", disse a EMA, acrescentando que "o respeito do programa de vacinação recomendado é crucial para ter a mais alta proteção".

A variante Delta, detectada pela primeira vez na Índia, está se propagando muito rapidamente na Europa e constituirá 90% dos casos de Covid-19 no continente no final do verão boreal, informou o Centro Europeu para a Prevenção e Controle de Doenças no mesmo comunicado.

"Isso torna essencial que os países acelerem seus programas de vacinação, incluindo a aplicação da segunda dose quando for recomendado, e que fechem as brechas e oportunidades de surgimento de mais variantes", disse a EMA.

Veja Também


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895