Em tensão com Índia, Xi Jinping não irá à cúpula do G20

Em tensão com Índia, Xi Jinping não irá à cúpula do G20

O primeiro-ministro chinês, Li Qiang, representará Pequim na reunião dos dias 9 e 10 de setembro

AE

publicidade

O presidente chinês, Xi Jinping, aparentemente não irá à reunião de líderes do G20 nesta semana, na Índia, em momento de relações bilaterais frias com a anfitriã. O primeiro-ministro chinês, Li Qiang, representará Pequim na reunião dos dias 9 e 10 de setembro, informou a chancelaria chinesa nesta segunda-feira, em breve comunicado no seu site.

As relações entre China e Índia têm ficado cada vez mais frias, em meio a disputas fronteiriças, e há três anos as tensões resultaram em confronto na região de Ladakh, que deixou mais de 20 mortos. O caso levou a um prolongado impasse na montanhosa região, com cada lado posicionando dezenas de milhares de militares apoiados por artilharia, tanques e jatos de combate.

Também crescem as disputas por causa do comércio, diante dos crescentes laços estratégicos da Índia com os Estados Unidos. Os governos de Índia e China também já expulsaram jornalistas um do outro.

Questionado sobre o motivo da ausência de Xi, Mao Ning, porta-voz da chancelaria chinesa, não respondeu. "O G20 é um fórum importante para a cooperação econômica internacional. A China tem sempre dado grande importância e participado de modo ativo nas atividades relevantes", comentou a porta-voz, em briefing diário.

No mês passado, comandantes militares de China e Índia se comprometeram a "manter a paz e a tranquilidade", na disputada fronteira, em um aparente esforço dos dois lados para estabilizar a situação. Ao mesmo tempo, Pequim consolida relações com o Paquistão, forte rival dos indianos, e apoia este na disputa pela região da Caxemira.

 


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895