Embaixada americana em Jerusalém alerta cidadãos para "tensões elevadas"

Embaixada americana em Jerusalém alerta cidadãos para "tensões elevadas"

Comunicado pede que cidadãos fiquem vigilantes e "tomem medidas apropriadas" de segurança

AE

Aviso ocorre em meio ao aumento das tensões entre EUA e o Irã após a morte do general Qassim Suleiman

publicidade

A Embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém divulgou um comunicado nesta segunda-feira, 6, em que alerta os cidadãos americanos que vivem em Israel a "permanecerem vigilantes e tomarem medidas apropriadas" de segurança. "Tensões elevadas no Oriente Médio podem resultar em riscos à segurança dos cidadãos dos EUA no exterior", diz o documento.

O aviso vem em meio ao aumento das tensões entre os EUA e o Irã, após um bombardeio americano próximo a um aeroporto em Bagdá, no Iraque, ter resultado na morte do general Qassim Suleimani, que liderava as Forças Quds, da Guarda Revolucionária do Irã, na última quinta-feira (pelo horário de Brasília). O comunicado da embaixada americana em Israel alerta, ainda, que "incidentes de segurança, incluindo foguetes, geralmente ocorrem sem aviso prévio" e dá instruções em caso de ataques aéreos. "A Embaixada continuará analisando a situação de segurança e fornecerá informações adicionais conforme necessário", reafirma o documento. 


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895