Escalar torre de 57 andares na China vira atração para turistas em busca de adrenalina

Escalar torre de 57 andares na China vira atração para turistas em busca de adrenalina

Edifício futurista integra a paisagem da grande metrópole de 15 milhões de habitantes

AFP

Escalada em torre virou atração turística na China

publicidade

Depois de chegar ao 57º andar, os turistas caminham por uma corda. Seu objetivo: sentir a adrenalina e desfrutar de fortes emoções no topo deste edifício no sul da China.

A torre de Cantão, na cidade de mesmo nome, tem 600 metros de altura (com uma antena de televisão incluída). É um edifício futurista, que integra a paisagem da grande metrópole de 15 milhões de habitantes. A obra foi concluída em 2010 e na época era a maior do mundo.

Com seus capacetes e equipamentos, os aventureiros podem escalar a estrutura sinuosa e aproveitar a vista da cidade. "Nunca tive uma experiência tão excitante", afirmou à AFP Peng Xin, no 33º andar, a 200 metros do chão. O que o motivou a encarar o desafio? "Experimentar coisas novas", afirma o jovem.

Para viver a sensação extrema no edifício há três percursos possíveis. O preço da aventura é de 688 yuanes (107 dólares). E a principal condição: não sofrer vertigem, já que o ponto mais alto dos percursos está localizado a 298 metros do chão.

Ao longo do caminho, um instrutor explica como superar os diferentes obstáculos. "As instruções são muito claras e bem detalhadas", afirma Li, outro turista. "E a segurança é muito boa", completa.

Em um momento da escalada, uma participante trava. Ela não consegue mais avançar. "Pensei que seria suficientemente corajosa, mas minhas pernas se negam a continuar", lamenta.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895