EUA autoriza extradição do ex-presidente Alejandro Toledo ao Peru

EUA autoriza extradição do ex-presidente Alejandro Toledo ao Peru

Estimativas do Ministério Público peruano indicam que o procedimento pode ser concluído em alguns meses

AFP

Estimativas do Ministério Público peruano indicam que o procedimento pode ser concluído em alguns meses

publicidade

Os Estados Unidos autorizaram a extradição do ex-presidente peruano Alejandro Toledo (2001-2006) por crimes de corrupção, informou a promotoria peruana na terça-feira.

"Foi informado que o Departamento de Estado dos Estados Unidos da América concedeu a extradição de Alejandro Toledo Manríque pelos crimes de conluio e lavagem de dinheiro", disse o Ministério Público peruano em mensagem no Twitter.

A procuradoria indica que está "realizando a coordenação" com as autoridades "nacionais e estrangeiras" para "a execução da extradição". Estimativas do Ministério Público peruano indicam que o procedimento pode ser concluído em alguns meses.

Residente nos Estados Unidos, Toledo foi preso em julho de 2019 por acusações de corrupção em seu país e vive em prisão domiciliar na Califórnia.

É acusado no Peru de ter recebido dezenas de milhões de dólares da construtora brasileira Odebrecht em troca de contratos de obras públicas. Os promotores pedem uma pena de prisão de 20 anos e seis meses para ele.

A justiça americana garante que o ex-presidente recebeu subornos da Odebrecht e que os documentos financeiros que comprovam o recebimento do dinheiro implicariam em sua admissão de recebimento de propina.

Toledo, no entanto, afirma ser inocente e acusa o falecido empresário Josef Maiman de receber os subornos. Toledo, que estudou economia e posteriormente cursou um mestrado na prestigiosa Universidade de Stanford, na Califórnia, está perto de completar 77 anos.

A esposa do ex-presidente, a ex-primeira-dama e antropóloga peruana Eliane Karp, 69, também é apontada pela Ministério Público peruano em um dos casos de corrupção e sua extradição também foi pedida aos Estados Unidos.

Toledo faz parte da lista de ex-presidentes peruanos com processos judiciais ou condenados por corrupção: Alberto Fujimori (1990-2000), Ollanta Humala (2011-2016), Pedro Pablo Kuczynski (2016-2018), Martín Vizcarra (2018- 2020) e Pedro Castillo (2021-2022).


Mais Lidas

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895