França limitará circulação de pessoas a partir da terça por causa do coronavírus
capa

França limitará circulação de pessoas a partir da terça por causa do coronavírus

Em discurso, Macron adiantou que haverá fechamento das fronteiras da União Europeia

Por
AFP

Macron anunciou duras medidas nesta segunda-feira


publicidade

A partir da próxima terça-feira, ao meio-dia no horário local, a França exigirá confinamento total de todos os seus cidadãos, anunciou o presidente Emmanuel Macron. Eles só poderão sair às ruas por motivos de extrema necessidade, como forma de frear a propagação do novo coronavírus. 

"A partir de amanhã, ao meio-dia, e ao menos pelos próximos 15 dias, a circulação das pessoas deverá ser reduzida fortemente", ressaltou o presidente francês, em um pronunciamento direcionado ao país transmitido pela televisão.  "Toda infração será multada", alertou.  

Ele anunciou que a União Europeia fechará suas fronteiras com o exterior na terça-feira ao meio-dia por 30 dias para combater a pandemia. "Todas as viagens entre países não europeus e a União Europeia serão suspensas por 30 dias", disse o presidente francês.


Mais de 6,6 mil casos no país

Nesta segunda, a França anunciou que registrou 1.210 novos casos e mais 21 mortes por coronavírus nas últimas 24 horas, com um total de 6.633 casos confirmados e 148 mortes.  A região de Ile-de-France, onde está localizada a capital Paris, e o Nordeste do país são os mais afetados pela pandemia, disseram as autoridades de saúde do país no site oficial da Public Health France.